São Paulo só empata com Campinense, mas garante vaga na 2ª fase da Copa do Brasil

Com a vaga assegurada, o São Paulo embolsou a premiação de R$ 1,27 milhão e na próxima fase vai encarar o Manaus
| 25/02/2022
- 03:04
Assessoria/São Paulo
Assessoria/São Paulo

O torcedor que apostou em uma vitória do contra o Campinense na noite desta quinta-feira, em Campina Grande, perdeu dinheiro. O time de Rogério Ceni até fez um bom primeiro tempo, mas pecou na hora da finalização e parou no goleiro do time paraibano, Mauro Iguatu, o melhor jogador em campo. Na segunda etapa, faltou repertório ao time do Morumbi, que não passou de um empate sem gols, mas avançou para a segunda fase da .

Com a vaga assegurada, o São Paulo embolsou a premiação de R$ 1,27 milhão e na próxima fase vai encarar o Manaus, que venceu o São Raimundo (AM) por 1 a 0 e também avançou. O jogo será no Morumbi e quem vencer vai para a terceira fase - empate leva a decisão aos pênaltis.

Em campo, o São Paulo foi superior no primeiro tempo, mas não conseguiu transformar essa superioridade em gols - em parte por conta do bom desempenho do goleiro do Campinense, Mauro Iguatu, que fez pelo menos três boas defesas nos primeiros 45 minutos de jogo.

O Campinense tentava subir suas linhas de marcação na tentativa de minar a saída de bola da equipe paulista. O time de Rogério Ceni liberou seus laterais para o ataque e com Rodrigo Nestor e Alisson se apresentando na hora da finalização, o time criou ótimas chances para abrir o placar.

Aos nove minutos, o São Paulo chegou trocando passes pelo meio e Gabriel Sara deu boa bola para Rodrigo Nestor. O volante puxou para a perna esquerda, saiu da marcação e, com liberdade, bateu firme para o gol - a bola passou raspando a trave direita de Iguatu.

Alisson era outro que aparecia bem na equipe de Rogério Cen. Aos 17, mais uma vez ele soube se posicionar bem para receber a bola com espaço, mais uma vez cortou a marcação com facilidade e chutou. Bem colocado, o goleiro do time paraibano encaixou a bola sem dificuldade.

Aos 21, mais uma ótima chance para o São Paulo. Rodrigo Nestor recebeu a bola pelo meio e tocou na esquerda para Alisson, que entrou sozinho e chutou na saída de Iguatu, que conseguiu fazer a defesa.

O São Paulo continuava tentando marcar o seu primeiro gol e aos 32, foi a vez de Calleri desperdiçar boa chance - ele recebeu de Rodrigo Nestor dentro da área, mas dominou mal e chutou mascado, facilitando a vida de Iguatu.

A melhor oportunidade do primeiro tempo surgiu aos 35, em mais uma boa troca de passes entre Rodrigo Nestor e Alisson - Nestor foi à linha de fundo pela esquerda e cruzou rasteiro, na medida para o atacante bater firme para o gol, mas o goleiro Iguatu, com a mão esquerda, fez uma defesa espetacular e impediu o gol.

Já na parte final da primeira etapa, aos 45, Gabriel Sara caminhou com a bola da direita do campo para o meio e da entrada da área arriscou chute para o gol, mas a bola subiu e passou por cima do travessão.

O panorama do jogo não mudou no início do segundo tempo e logo aos seis minutos, mais uma vez Rodrigo Nestor, com chuteiras novas, arriscou de meia distância, mas a bola saiu à esquerda da mete do Campinense.

Aos 16 minutos, mais uma vez Mauro Iguatu fez uma grande defesa. Rodrigo Nestor deu grande passe para Gabriel Sara, que entrou sozinho e bateu forte, mas o goleiro conseguiu evitar o gol.

Os principais jogadores do São Paulo cansaram após os 20 minutos da segunda etapa e Rogério Ceni começou a mexer no time. Saíram Léo, Nikão, Calleri e Alisson e entraram Reinaldo, Igor Gomes, Luciano e Eder. Mas mesmo com sangue novo, o ímpeto do time em busca do gol foi diminuindo com o passar do tempo.

FICHA TÉCNICA

CAMPINENSE 0 X 0 SÃO PAULO

CAMPINENSE - Mauro Iguatu; Felipinho, Michel Bennech (Matheus Régis), Vinícius Santana e Emerson; Rafinha Silva, Juninho (Patrick Recife) e Dione; Alan Leite (Cláudio), Olávio e Iago (Gabriel Pereira). Técnico: Ranielle Ribeiro.

SÃO PAULO - Jandrei; Rafinha, Diego, Arboleda e Léo (Reinaldo); Pablo Maia, Rodrigo Nestor (Marquinhos) e Gabriel Sara; Nikão (Luciano), Calleri (Eder) e Alisson (Igor Gomes). Técnico: Rogério Ceni.

ÁRBITRO - Ramon Abatti Abel (SC).

CARTÕES AMARELOS - Alisson, Felipinho e Cláudio.

RENDA e PÚBLICO - Não divulgados.

LOCAL - Estádio Amigão, em Campina Grande (PB).

 

Veja também

O Guarani perdeu mais um duelo direto contra a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro...

Últimas notícias