Judocas de MS se preparam para etapa inédita do Grand Prix de Judô em São Paulo

Judocas integram a seleção brasileira de Judô e devem disputar a competição
| 09/06/2022
- 06:42
judocas de ms michele ferreira e benilce de araujo
Michele e Benilce (Fotos: Divulgação e Divulgação| Ismac)

Duas judocas sul-mato-grossenses que integram a de Judô, estão se preparando em para participar da etapa mundial do Grande Prix, que acontece no CT, nos dias 2 e 3 de julho.

Benilce Araújo e Michele Ferreira treinam junto com a seleção no Centro de Treinamento Paralímpico até o dia 12 de junho. Michele já subiu ao pódio em duas edições dos Jogos Paralímpicos, faturando o bronze em Pequim-2008 e em Londres-2012.

Pela primeira vez, o Brasil vai sediar uma etapa do Grand Prix de judô. “As expectativas são muito boas para o torneio. É muito importante para o nosso país receber uma competição com relevância mundial. Além disso, os atletas poderão somar pontos para o ranking mundial, fundamental para definir os judocas classificados aos Jogos de Paris 2024”, comentou o técnico da Seleção Brasileira de Judô, Jaime Bragança. 

Conheça as judocas de MS

Benilce compete na categoria 57 kg, na classe J1 - de cegos totais ou com percepção de luz, mas sem reconhecer o formato de uma mão a qualquer distância. Ela faz parte do Ismac (Instituto Sul Matogrossense para Cegos Florivaldo Vargas)

Já Michele Ferreira luta na categoria 70 kg, classe J2 - de atletas que conseguem definir imagens. A medalhista paraolímpica integra a AJCS (Associação de Judô Caminho Suave), também de Campo Grande.

Mudanças no Judô

Vale lembrar que até 2021, os judocas das três classificações oftalmológicas – B1 (cego), B2 (percepção de vulto) e B3 (definição de imagem) – lutavam entre si dentro de cada peso.

Desde janeiro de 2022, quem é cego total (B1) só luta contra cego total em uma nova categoria que se chama J1. Quem era B2 e B3 luta apenas contra oponentes dessas mesmas classificações em outra categoria chamada J2. Além dessas mudanças, também houve alterações nas divisões por peso.

Brasil no Grand Prix

Em 2022, já foram realizadas duas etapas mundiais do Grand Prix: Turquia e Cazaquistão. O Brasil se sagrou campeão nas duas competições. Ao todo, os judocas brasileiros subiram ao pódio 25 vezes em ambos os países: dez medalhas de ouro, seis de prata e nove de bronze. 

Veja também

O Guarani perdeu mais um duelo direto contra a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro...

Últimas notícias