Judocas de MS participam de Brasileiro de Veteranos em Santa Catarina

Expectativa é que 550 judocas participem do campeonato
| 25/07/2022
- 17:38
judocas
Herson, Antônio, André e Diogo (Foto: Arquivo pessoal)

Quatro judocas sul-mato-grossenses estão com viagem marcada para Joinville (SC), para participar do de Veteranos e Kata, nos dias 6 e 7 de agosto. As inscrições seguem abertas.

Os atletas são da Academia e Associação Mifune de Judô, de Campo Grande. André Cruz, de 40 anos, Antônio Paim, de 41, Herson Nonaka, de 39, e Diogo Luciano, de 31, estão treinando intensivamente para a competição.

"Competição mais importante a nível nacional no Judô Veterano. Trata-se de um brasileiro. Nessa reta final estamos treinando de segunda-feira à sexta-feira", disse André, que é atual Vice-campeão Pan-americano e 3º no Sul-americano, ao Jornal Midiamax.

Além disso, o Sensei (técnico) César Jokura também vai acompanhar os atletas, que seguem com a delegação de MS, que será levada pela Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de MS). André vai disputar na categoria M3 - 100 kg, enquanto Diogo vai na M1 - 90 kg.

Já Antônio participa da categoria M3 - 73 kg e Herson, o mais novo, na M2 - 81 kg. A expectativa é que 550 judocas de todo o Brasil participem do Brasileiro. "Brasileiro veterano participar quem quiser, não é apenas melhor ranking do estado", explicou André.

Por isso, o CBJ (Confederação Brasileira de Judô) abriu as inscrições para os atletas que desejam participar, que podem se inscrever até às 15h (horário de MS) do dia 27 de julho, na plataforma Zempo, neste link. Como as inscrições estão abertas

Conforme números da plataforma, no último campeonato brasileiro, em 2019, foram 376 inscritos, sendo que esta edição já tem 480 judocas inscritos, indicando crescimento na classe dos veteranos.

Policial judoca

André divide sua rotina entre os treinos e a vida de policial civil e mesmo assim garantiu dois pódios no Campeonato Pan-Americano e Campeonato Sul-Americano, que aconteceu em (BA), entre 11 e 15 de maio.

"Fiquei em 2º lugar no Pan e fiquei em 3º lugar no Sul-Americano. Fui representado o Estado, o país e a academia Associação Mifune de Judô", disse André, na época que participou dos eventos com cerca de 3 mil atletas.

Nas competições que participou na Bahia, André acabou se machucando na semifinal do Sul-Americano. "Meu ombro saiu do lugar, mas eu voltei para fazer a disputa de 3º [lugar] e acabei por conseguir o 3º lugar", relata.

Veja também

Dupla brasileira não conseguiu subir ao pódio na competição

Últimas notícias