A cidade de , distante 253 km de Campo Grande, está com um brilho a mais ao abrigar 3 novas medalhas (2 ouros e 1 prata), conquistadas por medalhistas coxinenses em competições nacionais, nos últimos dias. Os esportistas se destacam e levaram MS ao topo do pódio.

Uma delas é a lutadora Antônia Aparecida Ferreira, que levou o ouro ao superar a adversária carioca, no de Jiu Jitsu Desportivo, que aconteceu no . Ela disputou na categoria Master I até 84 kg.

“Na realidade ainda não caiu a minha ficha. Eu estou muito feliz; treinei muito para isso”, contou a medalhista ao Jornal Midiamax, explicando que a adversária “era muito difícil” e o ouro foi muito suado.

Antônia com sua medalha e no pódio (Fotos: Arquivo pessoal)

A medalhista de 34 anos treina duas horas três vezes por semana para competir. “É um treino pesado, eu treino com os meninos”, revelou ela, que faz parte da equipe Arruda Team. Ela divide a rotina de lutadora com o cuidado dos três filhos.

A atleta iniciou sua caminhada esportista no judô há 19 anos, em um projeto voluntário do professor Jeferson Arruda, onde Antônia chegou até a faixa preta. Com o tempo, a medalhista iniciou seus treinos de Jiu Jitsu e hoje é faixa roxa na modalidade. 

Inclusive, Jeferson ficou em 2º lugar no Campeonato Brasileiro de Judô, realizado no Rio de Janeiro, e também trouxe uma medalha para MS. A prata se junta a várias outras medalhas e troféus do campeão, que é Sensei (professor) na academia Arruda Team.

Jeferson no pódio (Foto: Arquivo pessoal)

Medalhista nas estradas

Pedro Lucas Dourado se consagrou campeão brasileiro de ciclismo, em Palmas (TO). O coxinense conquistou o primeiro lugar na prova de contrarrelógio individual, na categoria infantojuvenil, com tempo de 8m39s, com diferença de 5s do 2º lugar. O medalhista faz parte da equipe Strong Bike Coxim.

A prova de contrarrelógio, disputada pelo atleta, no ciclismo consiste em disputas individuais. O ciclista percorre um percurso mais curto que as demais provas, normalmente varia entre 30 e 40 quilômetros de extensão. O competidor que faz o percurso no menor tempo se torna o vencedor da prova.

O medalhista também disputou a Prova de Resistência (Estrada) na mesma categoria, nesta sexta-feira (24), mas terminou em 8º, com tempo de 1h41m57s. Nesta modalidade, os atletas largam juntos formando um extenso pelotão.

coxim
Pedro subiu no 1º lugar do pódio (Foto: Divulgação/FMSC)

Diferente da disputa no contrarrelógio, os atletas contam com companheiros de equipes e percorrem longas distâncias, normalmente, acima de 100 quilômetros. O vencedor é aquele que cruzar a linha de chegada em primeiro lugar.

Jogos escolares

E na própria cidade o esporte está movimentando os jovens estudantes-atletas, de 15 a 17 anos, de Coxim e de outros municípios do Estado, até o dia 8 de julho, com a Copa dos Campeões.

O torneio, organizado pela (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), reúne as melhores equipes do basquetebol, handebol, futsal e voleibol, que participaram dos da Juventude de MS.

A primeira etapa têm disputas de basquetebol e futsal, de 29 de junho a 3 de julho. Na sequência, de 4 a 8 de julho, acontecerão os jogos de handebol e voleibol. Coxim volta a receber uma competição escolar após quatro anos.

Vagas no Nacional

As equipes campeãs da Copa, em cada modalidade, vão representar MS na etapa nacional, os Jogos da Juventude, realizados pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil). O evento, envolvendo todos os estados do país e o Distrito Federal, terá sede em Aracaju (SE), de 1º a 18 de setembro.

O formato da competição é por seleções, ou seja, uma mesma equipe pode ser composta por estudantes-atletas de várias instituições de ensino públicas e/ou privadas.