Bilionários no futebol? Internacional, Cruzeiro e Atlético-MG já foram beneficiados

| 09/03/2022
- 13:00
Bilionários no futebol? Internacional, Cruzeiro e Atlético-MG já foram beneficiados
Imagens retiradas dos sites de cada clube

O futebol brasileiro vem passando por transformações ao longo dos últimos anos. Com a possibilidade de criação das Sociedades Anônimas de Futebol (SAF), clubes do país podem, literalmente, ser vendidos. E bilionários estão de olho nesta possibilidade, algo que Internacional, Cruzeiro e Atlético-MG tem vivenciado.

No Atlético Mineiro os investimentos são feitos principalmente por parte do magnata Rubens Menin. Ele possui empresas no ramo da construção civil, com a Construtora MRV, financeiro (Banco Inter) e ainda nas comunicações (CNN). Assim, faz aportes para que o Galo fique mais forte e ainda investiu na construção de um estádio novinho.

O Cruzeiro foi comprado por Ronaldo Fenômeno, que topou pagar R$ 400 milhões por 90% das ações da SAF. O objetivo inicial do artilheiro do penta é pagar as contas do clube e depois montar times competitivos. Ronaldo não vai torrar seu dinheiro em um primeiro momento, sua equipe administrativa usará  a receita arrecadada pelo clube para pagar as contas.

Em relação ao Internacional, conforme o Portal do Colorado, o empresário Elusmar Maggi pode investir milhões na contratação de algum jogador de qualidade. Esse empresário, do ramo do agronegócio, já doou R$ 1 milhão ao clube, para que Rodinei pudesse enfrentar o Flamengo pelo Brasileirão 2020.

Bilionários podem investir no futebol?

O investimento por parte de empresários é algo que existe há anos, mas que hoje em dia é proibido pela Fifa. Não é mais possível que eles dividam porcentagem de jogadores com os clubes. Ainda assim, é possível adotar métodos que possibilitem os aportes, como se fossem doações.

Entretanto, nada impede que façam doações aos clubes ou mesmo que façam a aquisição da SAF. Isso já aconteceu com Botafogo e Cruzeiro, sendo que há vários clubes analisando a possibilidade, como o da Gama. Além disso, existem modelos variados de gestão, que podem ser adotados por estes clubes.

Os mecenas, como são conhecidos, vem ajudando alguns clubes do país. O Galo e o são os que aparecem com mais força neste cenário. Em Minas Gerais, graças aos recursos de Rubens Menin, o Atlético saiu da fila que vinha desde 1971 sem conquistar um Campeonato Brasileiro.

Internacional pode ser vendido para árabes

Os donos do Grupo City, que controla o Manchester City, estão procurando um clube no Brasil para investir. E entre eles, o Internacional é um dos favoritos. Esse grupo conta com alguns times espalhados mundo afora, como o New York City, dos Estados Unidos.

A ideia encontra resistência entre os colorados, que não desejam ver o clube ser adquirido por um dono. Por outro lado, há torcedores que concordam com a ideia e entendem que assim seria possível pagar todas as dívidas e montar um super time.

Veja também

Foi o primeiro pole position da carreira do espanhol

Últimas notícias