Acontece na noite desta terça-feira (23) o fenômeno da ‘Lua Cheia Rosa', que recebe esse nome em referência as flores dos que desabrocham durante a primaveira.

A lua ficará visível durante toda noite, se o céu não estiver encoberto. Entretanto, apesar do nome, a cor do satélite não vai mudar, segundo publicado pelo Estadão.

Como explica a astrônoma do Observatório Nacional, Josina Nascimento, trata-se de uma tradição do hemisfério norte dar nomes a algumas fases da Lua. No ano passado, a Lua Cheia Rosa ocorreu em 6 de abril.

Segundo a , (Agência Espacial dos Estados Unidos), o nome foi dado por indígenas do sudeste dos Estados Unidos em referência a uma flor que desabrocha durante a primavera, exibindo uma cor rosa.

A agência usou informações do Almanaque Fazendeiros Maine, que começou a publicar nomes para luas cheias em 1930.