Esportes

Corinthians perde pênalti, mas vence o Botafogo e dispara

Jô perde pênalti, mas marca o gol da vitória do líder Corinthians por 1 a 0

Clayton Neves Publicado em 02/07/2017, às 20h31

None

Jô perde pênalti, mas marca o gol da vitória do líder Corinthians por 1 a 0

Sete pontos. Essa agora é a diferença do líder Corinthians para o segundo colocado Grêmio na tabela do Campeonato Brasileiro. O Timão aumentou sua vantagem neste domingo, ao vencer o Botafogo por 1 a 0, na Arena em Itaquera, pela 11ª rodada. O vice-líder havia sido derrotado pelo Palmeiras no sábado. 

Enquanto o Corinthians se distancia na ponta, o Botafogo segue no meio da tabela, agora em nono lugar. A diferença de 14 pontos entre os dois times pôde ser explicada no jogo deste domingo…

Do time considerado ideal, o Corinthians só não teve o atacante Romero, que cumpriu suspensão. O Botafogo, por sua vez, foi a campo com um mistão, por conta da sequência de jogos e já de olho no confronto com o Nacional (URU), quinta, pela Libertadores. Emerson Silva, Carli, Lindoso, Pimpão e Roger foram poupados. 

A estratégia do Botafogo ficou bem clara: ficar fechadinho e buscar contra-ataques. E deu certo durante o primeiro tempo, porque o Corinthians não conseguia achar espaços para criar. O Timão rodava a bola, mas não penetrava, e só levou certo perigo após erros nas saídas de bola do Botafogo e pelo alto.

Sem a necessidade de ter dois volantes, já que o adversário praticamente não atacava e deixava apenas dois jogadores mais avançados, o técnico Fábio Carille deixou o Corinthians mais ofensivo na volta do intervalo. Marquinhos Gabriel entrou no lugar de Gabriel, o Timão passou a atuar no 4-1-4-1 e, enfim, conseguiu criar chances de gol. 

Em cinco minutos do segundo tempo, o Corinthians fez mais do que nos 45 da etapa inicial. E o goleiro Gatito começou a se tornar o principal jogador botafoguense. Aos dois, ele fez boa defesa após chute de Rodriguinho, livre dentro da área. Aos cinco, defendeu o pênalti cobrado por Jô – a marcação, aliás, foi equivocada pelo árbitro, já que Guilherme Arana sofreu falta fora da área.

O Corinthians manteve a pressão. O Botafogo abdicou de jogar e foi castigado. Estava na cara que o gol do Timão era só questão de tempo, e veio aos 33 minutos. Pedrinho, que havia acabado de entrar, chapelóu pela esquerda e cruzou para Jô, que parou em Gatito. Rodriguinho chutou no rebote, mas também parou no goleiro. No segundo rebote, Gatito não pôde fazer nada: Jô chutou rasteiro, entre os defensores. 

Após o gol sofrido, o Botafogo não teve forças para reagir e buscar o empate. O Timão, como sabe fazer muito bem quando está em vantagem no placar, rodou a bola e gastou tempo. Teve até gritos de “olé” nos minutos finais. 

O líder agora tem um raro período sem jogos: volta a campo apenas no sábado, contra a Ponte Preta. Já o Botafogo tem importante duelo nesta quinta-feira, diante do Nacional, no Uruguai, pela Libertadores. 

Jornal Midiamax