Flamengo estreia no Brasileiro com vitória sobre o Sport

1 a 0
| 15/05/2016
- 01:29
Flamengo estreia no Brasileiro com vitória sobre o Sport

1 a 0

O , que vinha de duas derrotas seguidas e com técnico e elenco sob pressão para a abertura do Campeonato Brasileiro, venceu o Sport Recife por 1 a 0, na tarde deste sábado, em Volta Redonda (RJ). Everton marcou o único gol do jogo, aos cinco do primeiro tempo, e deu os primeiros três pontos para o Rubro-Negro carioca no Brasileirão.

Surpreendido na noite anterior pela notícia de que o zagueiro Wallace, ex-capitão do time, estava deixando o clube, o Flamengo se impôs no início do jogo e construiu o placar. Léo Duarte, jovem que veio das categorias de base, substituiu Wallace e foi muito elogiado.

Na próxima rodada, o Fla encara o Grêmio na Arena em Porto Alegre, às 16 horas de domingo. No mesmo dia, o Sport buscará a primeira vitória no Brasileirão ao receber o Botafogo, na Ilha do Retiro, às 18h30.

O Rubro-Negro carioca, entretanto, estará em campo na quarta-feira, quando recebe o Fortaleza novamente em Volta Redonda, na partida de volta da segunda fase da Copa do Brasil. Depois de perder por 2 a 1 no Ceará, o Fla precisa da vitória para avançar na competição.

O jogo – O Flamengo começou a todo vapor em Volta Redonda, e partiu pra cima do Sport assim que o juiz apitou o início da primeira etapa. Usando de muita velocidade, o Rubro-Negro carioca encurralou o Sport, que se fechava no campo de defesa.

A pressão não demorou a dar resultado. Aos 5 minutos, a bola foi roubada no grande círculo e Rodinei foi acionado na direita, partiu em velocidade e cruzou. O zagueiro Durval interceptou na área, mas não dominou e William Arão ficou com o rebote, foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. Guerrero não alcança, mas Everton meteu a ponta do pé na bola e toca para a rede.

Os comandados de Muricy se animaram com a vantagem e continuaram atacando em busca do segundo gol. O Fla chegava bem até a frente da área do Sport, mas errava muito, e não conseguia a conclusão a Gol. Aos 10, William Arão e Guerrero tabelam em contra-ataque rápido e o atacante domina na área, dá um corte em Durval mas é travado na hora do chute.

O Sport chegou pela primeira vez ao 16. Diego Souza cobrou falta da intermediária e tentou o gol. Paulo Victor defendeu sem problemas. Três minutos depois, os pernambucanos conseguiram enfim uma jogada de área: Vinícius Araújo recebe de Mark González na área e tenta driblar o goleiro, mas não consegue e Léo Duarte afasta.

O jogo transcorreu limitado entre as duas intermediárias até o fim da primeira etapa. Aos 45, Mancuello lançou Everton, e este invadiu a área perigosamente, mas acabou se atrapalhando e a bola saiu pela linha de fundo.

Mal a bola rolou para o segundo tempo, a situação já ficou pior para o Sport. Talvez tentando mostrar disposição para o técnico Oswaldo de Oliveira, o meia Rithely foi com muita vontade pra cima do volante Cuéllar, com o pé alto demais, e atingiu o adversário. O árbitro não perdoou o lance violento e aplicou o cartão vermelho direto, deixando o time pernambucano sem seu melhor jogador em campo.

Vencendo por um a zero e com um homem a mais em campo, o Flamengo tentava se impor e ampliar o placar. O time, porém, não tinha a intensidade do primeiro tempo e não conseguia criar jogadas ofensivas. O Sport, que depois de perder Rithely recompôs o meio campo com a entrada de Serginho, se fechou em seu campo esperando uma chance de contra-ataque.

Muricy Ramalho, vendo a falta de produtividade de seu time, decidiu mexer. Emerson Sheik, que vinha de longo tempo afastado por problemas musculares, foi o primeiro a sair, para a entrada de Marcelo Cirino, aos 21. Aos 29, Paolo Guerrero, em tarde muito ruim, saiu sob vaias para a entrada de Ederson.

Se Magrão, fora o lance do gol, praticamente assistiu o jogo até a metade do segundo tempo, nos últimos 15 minutos teve muito trabalho. Aos 32, Everton tocou para Ederson na área e este chuta forte, mas o goleiro do Sport salvou com grande defesa.

Aos 42, falta perigosa para o Fla na meia esquerda do ataque. Ederson cobrou fraco e Magrão fez a defesa. Três minutos depois, Alan Patrick arriscou o chute e mais uma vez o goleiro do Sport estava lá.

A última chance do jogo foi aos 49, quando Cirino partiu em contra-ataque rápido mas chuta por cima do gol.

FICHA TÉCNICA

FLMENGO-RJ 1 X 0 SPORT-PE

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)

Data: 14 de maio de 2016 (Sábado)

Horário: 16h(de Brasília)

Renda: R$ 136.920,00

Público: 9.382 presentes (7.863 pagantes)

Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)

Assistentes: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

Cartões amarelos: Guerrero, Emerson (Fla); Serginho (Sport)

Cartão Vermelho: Rithely (Sport)

Gols:

FLAMENGO: Everton, aos 5 min do 1º tempo

FLAMENGO: Paulo Victor, Rodinei, Juan, Léo Duarte e Jorge; Gustavo Cuéllar, Willian Arão e Federico Mancuello (Alan Patrick); Emerson (Marcelo Cirino), Paolo Guerrero (Ederson) e Everton

Técnico: Muricy Ramalho

Magrão, Samuel Xavier, Henriquez, Durval e Renê; Rithely, Gabriel Xavier, Diego Souza, Mark González (Serginho) e Lenis (Túlio de Melo); Vinícius Araújo (Neto Moura)

Técnico: Oswaldo de Oliveira

Veja também

A dupla Neymar e Messi, do Paris Saint-Germain, ficou de fora

Últimas notícias