O sofreu a primeira derrota de 2024, nesta quarta-, em La Paz, na , ao ser perder para o Bolívar, por 2 a 1, em duelo válido pela terceira rodada do Grupo E. Com o resultado, a equipe boliviana chegou aos nove pontos, contra quatro da equipe brasileira, que ficou 20 jogos sem perder. Millonarios-COL (um ponto) e Palestino-CHI (zero) se enfrentam besta quinta-feira.

Com um 1min15 de jogo, o simples modo do Bolívar atuar, repleto de bolas alçadas na área, de certo. Bruno Sávio cruzou e o brasileiro Francisco da Costa retificou sua fama de artilheiro para abrir op placar para o time boliviano.

O Bolívar continuou em cima do Flamengo, que contou com uma bela jogada individual do lateral-esquerdo Viña para empatar já aos quatro minutos.

A partir daí, o domínio territorial foi do Bolívar, enquanto o Flamengo buscava guardar forças, receoso com os efeitos da altitude de 3.600 metros de La Paz.

A presença do ataque boliviano na área rubro-negra foi constante e de tanto tentar o segundo gol só não saiu porque o goleiro Rossi fez grande defesa em finalização de Pato Rodríguez, aos 25 minutos.

Aos poucos o esquema com três zagueiros, seis homens no meio de campo e Bruno Henrique isolado no ataque deixou o Flamengo equilibrado para se defender, deixando pouco espaço para a criação do Bolívar.

Aos 36, uma desatenção da zaga do Flamengo quase foi aproveitada por Bruno Sávio. Dois minutos depois a resposta da equipe brasileira. Viña cruzou da esquerda e Bruno Henrique, a um passo do gol, cabeceou a trave ao invés da bola e perdeu grande chance de virar o placar.

Os times buscaram o segundo gol até o final do primeiro tempo. Francisco da Costa por pouco não colocou o Bolívar mais uma vez à frente, em chute perigoso. O Flamengo também teve boa chance em cabeça de David Luiz nos acréscimos.

O Bolívar voltou para o segundo tempo com intensidade maior nas bolas aéreas. Aos quatro minutos, Bruno Sávio chegou a marcar o segundo gol, mas o árbitro marcou falta do atacante. Aos seis, mais uma vez Bruno Sávio, mas desta vez a cabeçada foi para fora

O Bolívar continuou mais perigoso e, aos 13, Francisco da Costa, em jogada individual, por pouco não fez o segundo gol do time boliviano.

De tanto tentar, saiu o segundo gol do Bolívar. Mas em um contra-ataque, fato raro na partida. Bruno Sávio recebeu na meia direita e acertou belo chute para fazer 2 a 1, aos 16 minutos.

Aos 25 minutos, Tite colocou os jovens Matheus Gonçalves e Lorran. As mudanças deram resultado. O Flamengo logo em seguida criou três chances. O time rubro-negro passou a ficar mais com a bola, pressionou, mas não conseguiu evitar a primeira derrota do ano.

FICHA TÉCNICA

BOLIVAR 2 X 1 FLAMENGO

BOLÍVAR – Lampe; Saavedra (Luis Paz), Orihuela, Jesús Sagredo e José Sagredo; Justiniano, Saucedo, Ramiro Vaca e Bruno Sávio (Henry Vaca); Pato Rodríguez e Francisco da Costa. Técnico: Flavio Robatto.

FLAMENGO – Rossi; Fabrício Bruno, David Luiz e Léo Ortiz (Matheus Gonçalves); Wesley, Gerson, Igor Jesus, De la Cruz (Lorran), Victor Hugo (Luiz Araújo) e Viña; Bruno Henrique; Técnico: Tite.

GOLS – Francisco da Costa a um e Viña aos quatro minutos do primeiro tempo. Bruno Sávio aos 16 do segundo.

CARTÕES AMARELOS – não houve.

ÁRBITRO – Alexis Herrera (VEN).

RENDA E PÚBLICO – Não divulgados.

LOCAL – Estádio Hernando Siles, em La Paz (BOL).