Figo esteve cotado a disputar a presidência da Fifa, mas desistiu a oito dias da eleição

O ex-jogador Luis Figo criticou duramente a de Joseph Blatter, que vai para seu quinto mandato. Figo esteve cotado a disputar a presidência da Fifa, mas desistiu a oito dias da eleição. Para o português, o “ perdeu” com a conquista de Blatter.

“Hoje tivemos mais um dia negro em Zurique”. “A Fifa perdeu, mas principalmente foi o futebol quem perdeu, além de todos que cuidam do futebol”, disse.

Blatter teve 103 votos, contra 73 do Príncipe Ali, único rival. A votação não chegou a ir para o ; Ali desistiu, ciente da impossibilidade de reverter diferença enorme em relação ao adversário.

Em seu discurso de vitória, Blatter declarou que “sozinho não conseguirá reerguer a Fifa”, pedindo força coletiva para recuperação da imagem da entidade, castigada após o maior escândalo de sua história.

Para Figo, Blatter não teve personalidade para assumir os problemas da Fifa.

“O senhor Blatter teve uma reação muito cínica quando disse que não poderia controlar sozinho. Isto ofende a inteligência de todos. Essas pessoas promovidas pelo senhor Blatter ao longo de tantos anos ajudaram a tornar a Fifa uma entidade decadente”.

Figo desistiu de disputar o pleito em virtude de discordância com o processo eleitoral. Ele considerou pouco transparente o modo como as federações definiram seus candidatos.