Com aplicação das provas previstas para o dia 5 de maio, o CPNU (Concurso Público Nacional Unificado) bateu o recorde nacional de inscritos em um concurso público já realizado no País. Apenas em Mato Grosso do Sul, são 34.449 inscritos, em provas que serão realizadas em Campo Grande, Corumbá, Dourados e Três Lagoas.

A cidade com o maior número de inscritos é Campo Grande, com 21.538 pessoas inscritas. Em seguida, aparece Dourados, com 7.739 inscritos. Depois aparecem praticamente com números idênticos, Corumbá com 2.611 e Três Lagoas com 2.561 inscritos.

Além destes, as provas serão aplicadas em 224 outros municípios em todos os estados e Distrito Federal; esta é a unidade da federação com maior número de inscritos, com 220 mil candidatos, superando cidades mais populosas como Rio de Janeiro e São Paulo. 

O MGI (Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos) enviou ofícios aos governadores e prefeitos das cidades onde serão aplicadas as provas. O documento solicita cooperação para garantir a segurança e a logística necessárias à realização do certame. A correspondência, assinada pela ministra da Gestão, Esther Dweck, destaca a importância de evitar a realização de grandes eventos nas cidades na data da aplicação da prova, a fim de facilitar o deslocamento dos candidatos e garantir a segurança nos locais de prova.

Além disso, a Fundação Cesgranrio, empresa aplicadora do concurso, em parceria com órgãos como a Secretaria de Segurança Pública do Ministério da Justiça e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, está em contato com as autoridades estaduais e municipais para tratar de questões logísticas e de segurança. 

Para viabilizar a logística e segurança do certame, uma rede de aplicação foi estabelecida conectando órgãos das administrações públicas federais e estaduais. Houve, inclusive, a integração com a Senasp/MJSP (Secretaria Nacional de Segurança Pública), PF (Polícia Federal), PRF (Polícia Rodoviária Federal), Abin (Agência Brasileira de Inteligência), FN (Força Nacional) e Secretarias de Segurança Pública Estaduais.