Levantamento da CNC (Confederação Nacional do de Bens, Serviços e Turismo) estima que o comércio varejista de Mato Grosso do Sul contrate 1.812 pessoas em caráter temporário para auxiliar nas vendas de . O número é 15% maior que o registrado no ano passado.

Conforme o levantamento, deve ocorrer maior número de contratações no segmento de hiper e supermercados, com 859 vagas, seguido pelo setor de utilidades domésticas e eletroeletrônicos, com 316 vagas, e pelo vestuário e calçados, com 290 contratações. Livrarias e papelarias aparecem com 137 vagas e demais segmentos totalizam 210 contratações.

O número de contratações é o maior da série histórica iniciada em 2012. No ano passado, as contratações somaram 1.573 vagas, conforme levantamento da CNC.

“A desaceleração da inflação, em meio ao processo ainda inicial de flexibilização da política monetária, deverá impactar favoravelmente nas vendas de fim de ano e isso estimula o otimismo do empresário. É um momento muito oportuno para aquela pessoa que está procurando por uma vaga de trabalho e que encontra no emprego temporário uma oportunidade de contratação efetiva”, explica a economista do Instituto de e Desenvolvimento da Fecomércio MS (IPF/MS), Regiane Dedé de Oliveira.

Saiba Mais