Com a expectativa de geração de empregos e fomento da agroindustrialização, receberá uma nova agroindústria. Localizada em Maracaju, a Neomille recebeu do Governo do Estado a licença de operação que permite à empresa iniciar as atividades.

A licença foi concedida ao diretor de Novos Negócios e Planejamento Estratégico da Neomille, Renato Pretti, pelo secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento, Jaime Verruck, e pelo diretor de Licenciamento e do Imasul, Luiz Mário Ferreira, além do secretário executivo de Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Rogério Beretta.

Empreendimento da CerradinhoBio, maior complexo produtor de bioenergia da América Latina, a empresa possui unidades industriais em Chapadão do Céu (GO). A planta de Mato Grosso do Sul foi construída em com investimento de R$ 1 bilhão, voltada à produção de etanol de , além de óleo de milho, farelo para ração animal e energia.

Durante as obras, mais de 2 mil pessoas foram empregadas, agora com a entrada em atividade a previsão é que sejam gerados 200 empregos diretos e 600 indiretos.

Secretário Jaime Verruck destaca que a expectativa é que a inauguração oficial da planta seja feita em janeiro, com a presença do governador Eduardo Riedel.

“Vamos terminar um trevo de acesso, que é um compromisso do Governo do Estado, já que hoje tem um trevo provisório lá”. A planta foi instalada na margem da rodovia MS-157, em uma área de 115 hectares.

A Neomille entra em operação com processamento de 600 mil toneladas de milho e produção de aproximadamente 280 mil metros cúbicos de etanol/ano, na primeira fase.