Produção de ferro-gusa vai mais que dobrar, saltando de 230 mil para 550 mil toneladas em MS

Produção vai aumentar porque empresas estão recebendo maior demanda para a venda no setor de mineração
| 29/05/2022
- 12:53
produção
Produção será ainda mais intensa na unidade de Ribas do Rio Pardo. Foto: Reprodução Internet

A produção de ferro-gusa em Mato Grosso do Sul vai mais que dobrar este ano, saltando de 230 mil toneladas para 550 mil toneladas. Quem garante é Gustavo Trindade Corrêa, presidente do conselho de administração da Vetorial Energética. A empresa que atua no Estado nos setores da siderurgia e mineração. A demanda aumentou e o setor mineral de agradece.

Gustavo Corrêa acrescentou que, das 550 mil, 480 mil toneladas serão produzidas pela Vetorial e Mato Grosso do Sul é o único Estado do Centro-Oeste a produzir ferro-gusa. Ele ministrou palestra durante o Congresso Florestal MS, realizado em Três Lagoas semana passada, município localizado a 320 km de Campo Grande. Já no caso do carvão, Corrêa explicou que as empresas da marca consomem cerca de 140 mil metros cúbicos por mês. A demanda de todo o Estado é de e 2 milhões de metros cúbicos.

O carvão vegetal utilizado pela Vetorial é oriundo de três fontes distintas: produção própria, contratos de longo prazo com produtores florestais e do mercado spot, que é o carvão nativo com supressão regularizada. No caso do ferro-gusa a demanda da siderurgia no Estado é de 80 mil hectares de madeira, o que representa menos de 10% da necessidade total de MS, cujo consumo maior é do setor da celulose. No entanto, o setor de ferro-gusa faz aproveitamento de componentes que não são úteis à produção de celulose.

Veja também

Últimas notícias