Indústria de Mato Grosso do Sul abriu 838 postos de trabalho em junho

Já no acumulado de janeiro a junho, são 7.684 vagas abertas pela indústria
| 02/08/2022
- 08:45
Indústria de Mato Grosso do Sul abriu 838 postos de trabalho em junho
(Foto: Divulgação/Fiems)

Conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems, o setor industrial de Mato Grosso do Sul foi responsável pela abertura de 838 postos formais de trabalho em Mato Grosso do Sul no mês de junho. Foram 6.950 contratações e 6.112 demissões neste período.

Já no acumulado de janeiro a junho, são 7.684 vagas abertas pela indústria, resultado de 45.257 contratações e 37.573 demissões. Com esse resultado, o conjunto da atividade industrial foi responsável por 25% do total de vagas abertas em Mato Grosso do Sul no período indicado.

As atividades industriais que mais abriram vagas no mês de junho foram: construção de edifícios (+380), abate de bovinos (+192), fabricação de açúcar (+158), obras de acabamento, instalações e serviços especializados (+152) e fabricação de brinquedos e jogos recreativos (+132).

Já as atividades industriais que mais abriram vagas no acumulado de janeiro a junho fora: construção de edifícios (+2.093), obras de acabamento, instalações e serviços especializados (+1.430), fabricação de álcool (+1.053), obras de infraestrutura (+878), fabricação de açúcar (+806), fabricação de brinquedos e jogos recreativos (+478) e fabricação de celulose (+208).

Municípios que mais empregaram

Em relação aos municípios, constata-se que em 59 deles as atividades industriais registraram saldo positivo de contratação no período de janeiro a junho de 2022, proporcionando a abertura de 8.640 vagas.

Entre as cidades com saldo positivo de pelo menos 250 vagas, destacam-se: Ribas do Rio Pardo (+1.430), Campo Grande (+1.259), Três Lagoas (+797), Aparecida do Taboado (+755), Rio Brilhante (+421), Nova Andradina (+414), (+355), (+319) e Nova Alvorada do Sul (+257).

As atividades que mais contribuíram nos municípios indicados foram: construção de edifícios (+1.749), obras de acabamento, instalações e serviços especializados (+1.237), obras de infraestrutura (+667), fabricação de álcool (+627), fabricação de brinquedos e jogos recreativos (+481), fabricação de açúcar (+455), abate de bovinos (+192), fabricação de celulose (+185), confecção de peças do vestuário (+95) e preparação de concreto e argamassa (+61).

Por outro lado, em outros 17 municípios as atividades industriais registraram saldo negativo, proporcionando o fechamento de 956 vagas. Entre as cidades com saldo negativo de pelo menos 200 vagas destaca-se Juti (-218). A atividade que mais contribuiu no município indicado foi o abate de bovinos (-233).

Veja também

São Estados que hoje têm a classificação B e, se rebaixados, passariam para a C.

Últimas notícias