Dourados sedia nesta quarta-feira (23) a 1ª Feira de Negócios AgroExperts FAEX com importantes discussões e trocas de experiências sobre a avicultura de corte do município e região. O evento acontece no Parque de Exposições João Humberto de Andrade Carvalho e recebe produtores, estudantes, empresários e autoridades do setor.

O secretário Municipal de Agricultura Familiar, Ademar Roque Zanatta, destacou, durante a abertura da feira, que o contexto histórico douradense contribui para que a avicultura seja exercida sem impedimentos estruturais na região.

“O setor representa para Dourados uma grande fatia da economia que, por consequência, gera tributos ao município e melhorias para a região. É uma atividade que pode ser realizada em pequenas propriedades e Dourados tem muito disso, dos pequenos produtores, porque ainda guarda resquícios característicos da colonização”, destaca Zanatta.

Ele ressaltou também o trabalho que a Prefeitura realiza na manutenção das estradas e nas obras em locais que contam com estruturas antigas, o que acaba beneficiando o setor. “Nós temos dado atenção especial para as estradas, mantemos as vias em bom estado para que o avicultor tenha segurança no transporte da produção. Vamos inaugurar a ponte da 5ª linha e outras quatro pontes de madeira que estão em áreas cruciais serão substituídas neste mandato”, explica Zanatta.

O presidente da AgroExperts e especialista em avicultura, professor Ariel Antonio Mendes, comenta que o evento é de extrema importância tendo em vista o momento que o setor vive no Brasil. O país já é a maior potência mundial na produção de carne de frango e, agora, busca ampliar as opções de mercado para levar a outros países produtos processados nacionalmente.

“A nossa mão de obra hoje é a melhor do mundo comparada com Europa e Estados Unidos. O Brasil é o maior produtor e exportador de carne de frango há vários anos e vamos continuar crescendo. O objetivo da avicultura brasileira nos próximos anos é não mais só exportar frango congelado ou frango in natura, mas colocar frango e produtos de frango nas prateleiras dos supermercados da Europa e da Ásia”, comemora Ariel.