Exportações de carne bovina de MS ultrapassam 110 mil toneladas no 1º semestre

Exportações serão intensificadas no segundo semestre, e tanto MS quanto o País deverão superar números do ano passado
| 08/07/2022
- 17:23
Exportações
Exportações de carne seguem em alta. Foto: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil

As exportações de carne bovina de Mato Grosso do Sul superaram o patamar de 110 mil toneladas no primeiro semestre deste ano, gerando uma líquida de US$ 564,4 mil ou R$ 3 bilhões para os pecuaristas, tendo como base o dólar na cotação de R$ 5,34.  O Estado continua como o 4º maior exportador de carne do País, ficando atrás apenas de São Paulo, Mato Grosso e Goiás. O preço médio por tonelada exportado pelo Estado ficou registrado em US$ 5,5 mil, ou R$ 29,5 mil.

Os dados são da Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne). Em todo o País, as exportações ultrapassaram 1 milhão de toneladas. Agora, a participação de corresponde a 9,4% do total exportado pelo País. Só em junho, Mato Grosso do Sul exportou 17.566 toneladas de carne bovina, gerando uma receita de US$ 103 milhões, ou R$ 550 milhões aos pecuaristas. O preço médio da tonelada da carne se valorizou e chegou a US$ 5,8 mil, ou R$ 31,3 mil.

Os números gerais apontam para US$ 6,2 bilhões em termos de receita líquida para todo o setor exportador de carne bovina. São Paulo é responsável por um quarto das exportações, com 252,7 mil toneladas e um faturamento de US$ 1,6 bilhão. Em seguida vem mato Grosso com 221,1 mil toneladas e US$ 1,2 bilhão em receita líquida. Na terceira posição, Goiás aparece com 125,2 mil toneladas e US$ 726 milhões.

Segundo pesquisadores do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), com as vendas de carne no mercado brasileiro ainda registrando fraco desempenho e com o dólar valorizado frente ao real, frigoríficos brasileiros que têm acesso ao mercado externo seguem focados neste canal de escoamento. Vale lembrar que esse cenário sustenta os valores internos do boi gordo, que seguiram em patamares elevados de janeiro a junho.

De acordo com dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior), pertencente ao Ministério da Indústria, Comércio e Serviços, de janeiro a junho, os embarques de carne bovina in natura foram 26,71% acima do volume escoado no mesmo período do ano passado e 19,93% superior ao até então recorde para um primeiro semestre, registrado em 2020.

Veja também

Bares e restaurantes têm o melhor desempenho do ano em julho, mas número de estabelecimentos...

Últimas notícias