O custo médio para construir em chegou a R$ 1.603,12 por m² em julho, com aumento de 1,43% em relação ao mês anterior. O número é do Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), divulgado nesta terça-feira (9) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Apesar do aumento de 7,5% em sete meses, o custo da no Estado é o menor do Centro-Oeste e abaixo da média brasileira, em R$ 1.652,27 por m². Há um ano, construir em Mato Grosso do Sul custava 14,7% a menos, o equivalente a R$ 1.420 o m².

Construir está mais caro em todo o país. Segundo o IBGE, de janeiro a julho de 2022, os acumulados fecharam em 8,56% (materiais) e 9,92% (mão de obra). Os acumulados em 12 meses ficaram em 15,82% (materiais) e 11,52% (mão de obra), respectivamente.

Setor aquecido

Desde 2020, o para construir sobe a cada mês. Apesar disso, o setor segue aquecido em Mato Grosso do Sul. De acordo com o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), em julho houve a contratação de 521 trabalhadores formais no Estado.

O setor tem estoque de 27,102 mil empregos em Mato Grosso do Sul em 2022. Conforme o presidente da Acomasul (Associação dos Construtores de Mato Grosso do Sul), Diego Canzi Dalastra, os valores das construções variam conforme a classe e o padrão do projeto.

“O valor da construção está em torno de R$ 2 mil o m² padrão médio, R$ 3 mil as de padrão alto, e tem as construções em condomínios, que chegam à R$ 4.500”, diz.

Saiba Mais