Ainda acima dos 60%, número de famílias endividadas diminui em Campo Grande

Redução é menor que 1% e cartão de crédito segue como principal fonte de endividamento
| 03/05/2022
- 17:59
famílias endividadas
Imagem ilustrativa - (Foto: Divulgação)

O número de famílias endividadas registrou uma leve queda em Campo Grande se comparada com o mês passado. Foram registradas 61,8% famílias com dívidas em abril, contra 62,7% em março. A redução é de menos de 1%.

De acordo com a Peic (Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor), realizada pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), são 196.954 famílias endividadas em abril. Desse total, 29,9% têm contas em atraso e 12,8% não terão condições de pagar as dívidas.

Segundo a , os muito endividados somam 14,5% e os pouco endividados, 28,2%. O cartão de crédito continua como principal fonte de endividamento dos campo-grandenses (68,8%), seguido pelos carnês (19,8%), financiamento de casa (15,9%) e financiamento de (8,9%).

“Temos percebido uma estabilidade nos números de endividamento e inadimplência do consumidor campo-grandense, desde o início do ano, o que é positivo, levando em conta os impostos desse período e a retomada ainda tímida da economia. Ainda assim, o cenário é de alerta, pois temos mais de 60% da população endividada e cerca de 30% com contas em atraso”, avalia economista do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS, Regiane Dedé de Oliveira.

Veja também

Custos com a tonelada saltaram de R$ 1.800 para R$ 5.400 em apenas quatro meses, onerando a vida dos produtores rurais

Últimas notícias