Produção industrial cai em 5 de 14 locais em março, diz IBGE

Queda no primeiro trimestre, no entanto, atinge 11 locais pesquisados pelo IBGE
| 12/05/2015
- 20:30
Produção industrial cai em 5 de 14 locais em março, diz IBGE

Queda no primeiro trimestre, no entanto, atinge 11 locais pesquisados pelo IBGE

A produção industrial brasileira registrou queda em cindo dos 14 locais pesquisados em março, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira.

Segundo a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, as quedas mais acentuadas ocorreram nos seguintes Estados: Ceará (3,1%); Minas Gerais (2,5%);  Paraná, (2,3%); e Pernambuco (2,2%). Principal parque industrial do País, São Paulo completou o conjunto de locais com índices negativos em março de 2015, com retração de 0,8%.

Em março, a produção industrial nacional caiu 0,8%.

Entre os Estados que apresentaram resultados positivos, o maior crescimento foi o registrado pela Bahia, de 22,1%. Segundo o IBGE, a expansão da Bahia foi “atípica”,  revertendo quadro de três meses consecutivos de queda na produção. No período, o Estado acumulou perda de 21,9%.

A Região Nordeste cresceu 8,1%. Os Estados do Rio de Janeiro (4,8%) e do Pará (3,2%) também apresentaram avanços acentuados. Com crescimento menos expressivo aparecem o Espírito Santo (1,2%), Rio Grande do Sul (1,1%), Goiás (0,7%), Amazonas (0,5%) e Santa Catarina (0,3%).

Trimestre 
No primeiro trimestre, a produção da indústria apresentou resultados negativos em 11 de 15 locais pesquisadosm, sendo que sete tiveram queda superior à média nacional, que foi de 5,9%

As maiores retrações ocorreram no Amazonas (17,8%), na Bahia (12,5%), no Paraná (10,5%) e no Rio Grande do Sul (8,8%). Também tiveram queda entre janeiro e março Minas Gerais (8,0%), Santa Catarina (7%), Rio de Janeiro (6,3%), Ceará (5,9%), São Paulo (5,4%) e Goiás (0,8%).

 

Veja também

Últimas notícias