Economia brasileira recua 0,2% no 1º trimestre de 2015, diz IBGE

Em valores correntes, PIB chegou a R$ 1,408 trilhão
| 29/05/2015
- 15:21
Economia brasileira recua 0,2% no 1º trimestre de 2015, diz IBGE

Em valores correntes, PIB chegou a R$ 1,408 trilhão

 

A economia brasileira registrou queda de 0,2% no primeiro trimestre de 2015 em relação ao quarto de 2014. Em valores correntes (em reais), a soma das riquezas produzidas no período chegou a R$ 1,408 trilhão. Na comparação com o mesmo período do ano passado, a baixa foi maior, de 1,6%.

Apesar de o PIB ter caído nos três primeiros meses do ano, a economia não entrou em recessão. Para que isso ocorresse, o quarto trimestre de 2014 teria de ser revisado para uma queda, o que não aconteceu.    

Os números foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (29).

O resultado negativo foi puxado pela queda de 0,7% no setor de serviços, que representa mais de 60% do PIB brasileiro. Seguindo o mesmo comportamento, a indústria também recuou em relação ao três últimos meses de 2014, 0,3%. Apenas a agropecuária, entre os três setores pesquisados pelo PIB, cresceu. A alta foi de 4,7%, segundo o IBGE.     

A expectativa do mercado era de que o PIB viria negativo. A previsão do IBC-Br, que pretende ser uma “prévia” do PIB, era de que a economia teria recuado 0,81% nesses três primeiros meses, com chance de o país entrar em recessão.

O próprio ministro da Fazenda, Joaquim Levy, havia afirmado no início do ano que o país poderia enfrentar um trimestre de contração na economia, em razão do período de ajuste fiscal adotado por sua equipe econômica.

Para todo o ano de 2015, a previsão mais recente dos economistas do mercado financeiro é de uma queda de 1,24% no PIB.  Se confirmado, será o pior resultado em 25 anos, ou seja, desde 1990 – quando foi registrada uma queda de 4,35%.

 

Veja também

A divulgação de dados econômicos fracos sobre a China provocou instabilidade no mercado financeiro de...

Últimas notícias