Na semana que vem, Semana Santa, o dia 7 de abril será feriado em Campo Grande e o comércio não vai funcionar no município. As informações são da MS.

Acontece que a Sexta-feira Santa é feriado nacional e a decisão do comércio em não funcionar foi pactuada na convenção trabalhista. O documento foi assinado entre os sindicatos patronal e laboral.

A data faz parte de um grupo de cinco datas em 2023 em que o setor vai fechar as portas. Quem desobedecer à convenção está sob de aplicação de multas por descumprimento.

Segundo o gerente de relações sindicais da Fecomércio MS, Fernando Camilo, a infração também está estabelecida na convenção e a multa vai para o sindicato.

“De acordo com o que foi estabelecido, a empresa que descumprir, deve arcar com um mínimo por empregado que tenha o seu direito preterido e o sindicato trabalhista deverá repassar 50% desse valor entre os funcionários prejudicados”, salienta.

Fernando ainda explica que os valores são para arcar com as custas e demais despesas de ações de cumprimento, ações públicas e/ou trabalhista, ficando – ainda, autorizada a promoção da devida cobrança judicial ou amigavelmente. “É o sindicato do trabalhador que deve fazer essa fiscalização”, diz.

Os próximos feriados que devem seguir a regra são o Dia do Trabalhador, em 1º de maio, e Finados, em novembro.

Ponto facultativo

Em Campo Grande, a Prefeitura decretou ponto facultativo no dia 6 de abril, véspera da Sexta-Feira Santa, nas repartições públicas municipais. O expediente voltará ao normal a partir da segunda-feira (10), ou seja, servidores municipais vão ter 4 dias de folga.

Saiba Mais