Com preço de veículos novos nas alturas, venda de usados é quatro vezes maior em MS

A escassez de peças e o preço nas alturas têm derrubado a venda de veículos novos
| 02/08/2022
- 17:17
venda de veículos
Pátios com venda de veículos - (Foto: Leonardo de França/Midiamax)

A escassez de peças e o nas alturas tem derrubado a venda de veículos novos em Mato Grosso do Sul. Enquanto isso, o mercado de seminovos e usados ganha espaço, chegando a comercializar 18,3 mil veículos em julho, número quatro vezes maior do que os 4.566 referentes ao emplacamento dos zero km.

Dados da Fenauto (Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores) revelam que em julho de 2022, Mato Grosso do Sul comercializou o total de 18.327 veículos seminovos e usados, número 1,4% maior que junho deste ano, mas 19% menor que o mesmo período do ano passado.

A média é de 873 veículos vendidos por dia e o curioso é que a maior parte disso, ou 6.227 unidades são dos chamados “velhinhos” com 13 anos ou mais. Os seminovos, que são aqueles com até três anos de uso, foram os menos vendidos em julho, somando 2.221 unidades comercializadas.

Presidente das Fenauto, Enilson Sales explica que historicamente o mercado de carros usados e seminovos é mais aquecido que o de novos, porém a demanda aumentou no pós-pandemia com os preços mais altos. “Vamos um movimento atípico de uma alta comercialização dos carros mais velhos, resultado dessa alta nos preços dos carros novos e seminovos. Assim, os carros mais velhinhos acabam sendo mais atrativos e acessíveis”.

Entre os autos, o Gol da Volkswagen é o líder de vendas, correspondendo a 12,8% do total de seminovos e usados vendidos. Seguido do Uno, com 8,18%, do Corolla com 4,8% e o Palio com 4,27%. O modelo Strada da Fiat é o comercial leve mais comercializado, correspondendo a 19,4% do total, seguido da S10 com 17,9%. Entre as motos, a CG 150 é a mais vendida, seguido da Biz.

Veículos novos

Mato Grosso do Sul emplacou 4.566 veículos zero km em julho. Os dados da (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) mostram que as vendas se mantiveram estáveis em relação a junho, mas caíram 12% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Os autos somam 1644 emplacamentos em julho, os comerciais leves 749 unidades e as motos 1441 novas vendidas no mês passado. Em 2021, o mercado de novos estava mais aquecido, sendo que praticamente todos os segmentos vendiam mais do que agora.

Entre os modelos preferidos, o Onix segue campeão de vendas, sendo 585 unidades emplacadas em MS este ano e 112 só em julho. O Creta é o segundo mais vendido, seguido da Tracker, do Gol e do T Cross.

Já entre as caminhonetes, a Hilux teve mais de 1000 unidades vendidas este ano no Estado, seguida pelo modelo Strada, S10, Toro e L200. Em relação às motos, mais de 3,4 mil unidades da CG 160 foram vendidas este ano no Estado, seguido da Biz e da NXR 160.

Veja também

Petrobras anunciou nova redução que pode deixar combustível no patamar de janeiro de 2021

Últimas notícias