Venda de peças de couro disparam e curtumes registram alta de 7,5% em MS

Curtumes iniciaram 2022 com atividades intensificadas e com elevações bem acima da média nacional
| 09/06/2022
- 14:44
curtume
Curtumes aproveitaram aumento de abates bovinos. Foto: Divulgação

Curtumes de Mato Grosso do Sul iniciaram 2022 com atividades intensificadas, segundo a mais nova pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Só no 1º trimestre deste ano, no Estado, os curtumes receberam 990.606 mil de peças de couro, o que se configura aumento de 2,8% em relação ao adquirido no 1° trimestre de 2021 e de 7,5% frente ao 4° trimestre de 2021.

Em nível nacional, os curtumes declararam ter recebido 7,12 milhões de peças de couro no 1º trimestre de 2022. Esse total representa estabilidade em relação ao mesmo trimestre do ano anterior e retração de 1,4% em comparação com o último período de 2021, o que mostra um ímpeto desenvolvimentista mais aguçado em Estado de . Ainda em nível nacional, o comparativo entre os 1ºs trimestres de 2021 e 2022 indica uma variação negativa de 959 peças no total adquirido pelos estabelecimentos.

De acordo com o IBGE, foram verificados aumentos em 10 das 19 unidades da federação com curtumes pesquisados. As maiores altas ocorreram em Goiás (+73,77 mil peças), (+44,72 mil peças), Mato Grosso do Sul (+27,64 mil peças), Mato Grosso (+20,42 mil peças) e Pará (+18,52 mil peças). Em contrapartida, as variações negativas mais significativas foram registradas no Paraná (-102,94 mil peças) e Rio Grande do Sul (-29,02 mil peças). Mato Grosso continua a liderar a relação dos Estados que recebem peças de couro cru para processamento, com 15,7% da participação nacional, seguido por Mato Grosso do Sul (13,9%) e São Paulo (10,9%).

Veja também

Lei federal determina devolução de tributos cobrados a mais dos consumidores

Últimas notícias