A chegada da tecnologia 5G em está prestes a acontecer, prometendo trazer uma mais rápida e eficiente para os smartphones, a partir de segunda-feira (19). Entretanto, a novidade não tem empolgado a população, que nem pensa em trocar o próprio aparelho por um que pegue o 5G.

A auxiliar de produção Larissa Tifany, de 24 anos, avalia que não compensa trocar seu Motorola por outro com a tecnologia. “Trocar de aparelho é uma questão financeira já que não sai menos que R$ 2 mil reais. É bom para quem trabalha com internet. Eu só uso para as e é de boa”, opinou ao Jornal Midiamax.

Já o técnico de sistema Gabriel Henrique, de 23 anos, já tem um aparelho que pega o 5G, mas pretende estudar melhor sobre a nova tecnologia. “[Trocar] só por conta do 5G não vale. Até então, as pessoas não entenderam tanto sobre a sua necessidade”, expôs.

O Midiamax mostrou em reportagem que os lojistas afirmaram que a procura por aparelhos com 5G aumentaram em Campo Grande. “Essa semana a loja só vendeu aparelhos com 5G. Cerca de 80% das vendas foi de 5G. Teve bastante gente vindo perguntar sobre também”, revelou um.

5g celulares
Campo-grandenses estão interessados no 5G (Foto: Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

Mas não é o que as pessoas nas ruas da Capital estão falando. O peão Gélio Rodrigues, de 47 anos, trabalha em uma fazenda em Sidrolândia, e nem pensa em trocar de aparelho. “Faz diferença por estar avançado, mas para mim não muda. Vou continuar com o meu Samsung”, diz.

Diferença entre gerações

Mãe e filha, Talita e Selma Godoy têm visões diferentes sobre a chegada do 5G. Enquanto uma quer aproveitar as novidades e melhorias que o 5G oferece, a outra não pretende trocar de celular tão cedo.

“Internet hoje em dia é tudo. Você não fica fora de casa sem usar para ver WhatsApp, e, principalmente, GPS e informações. [O 5G] promete ser melhor, então é bem útil. Hoje em dia é bem difícil ficar sem internet”, explica Talita, de 22 anos. A frentista pretende trocar de aparelho.

5g fala povo
Selma e Talita (Fotos: Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

Já a mãe, Selma, comprou um novo celular há 2 meses e não quer saber de comprar outro. “Comprei agora, só vou trocar daqui a 4 ou 5 anos. Estou tranquila com a minha internet, que eu nem sei nem a capacidade, mas ela me supre com o que eu preciso. Eu procuro endereço e encontro rapidamente; para mim é suficiente”, diz a matriarca.

5G em Campo Grande

Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) vai liberar acesso ao sinal 5G para celulares em Campo Grande. Com a liberação, ficará a cargo de cada operadora oferecer o serviço a seus clientes, o que deixará a navegação mais rápida e eficiente.

Para ter acesso ao 5G, que é a tecnologia que substitui o 4G, são várias etapas. Depois da liberação do sinal pela Anatel, as operadoras precisam se preparar em termos de estrutura para receber e oferecer o sinal standalone. Já o usuário precisa de um smartphone compatível com o 5G e um chip que também suporte a tecnologia.

A Anatel disponibiliza um painel de informações onde é possível consultar os smartphones 5G certificados e homologados. A agência recomenda que antes de adquirir um celular, o cliente verifique o código de homologação estampado no chassi (ou no manual do produto) e consulte a sua operadora sobre a compatibilidade do produto à rede.

Ao conferir se o modelo do seu celular está na lista é importante verificar se ele tem a operação SA que significa compatível com o 5G Standalone. Na lista dos compatíveis está, por exemplo, o Xiaomi 12, Motorola Edge 20, iPhone 13, Nokia G50 e Galaxy S21. Confira a lista completa NESTE LINK.