Pagamento de piso salarial dos profissionais da do HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) deve ser pago até sexta-feira, dia 19, segundo Ricardo Bueno, presidente do SintssMS (Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social de MS). O pagamento da remuneração retroativa deveria ter começado no último mês de março.

O prazo foi dado ao lado do titular da SES (Secretaria Estadual de Saúde) de MS, Maurício Simões, em vídeo divulgado nesta  terça-feira (16), no do sindicato. No vídeo, Bueno afirma que ambos estiveram reunidos com representante do Fundo Nacional de Saúde.

Como será feito

De acordo com Simões, o pagamento será retroativo, referente aos meses de setembro, outubro, novembro, dezembro e janeiro. “Nós tínhamos uma dúvida com relação à legalidade do repasse, dessa forma, encontramos a solução. O pessoal está lá no Hospital Regional, trabalhando ativamente ontem, hoje e amanhã, e nós esperamos que até sexta-feira todos sejam pagos”, disse o secretário de Saúde.

Já sobre fevereiro e março, ainda não há confirmação, segundo Simões. “Eu só não consigo afirmar que vamos pagar (agora) até março. Até janeiro eu tenho certeza, porque esses recursos já estão na conta do estado. Fevereiro e março eu preciso verificar se já foi transferido do município para o estado”, completou.

O Jornal Midiamax acompanha a situação desde que o piso salarial nacional da categoria foi aprovado. De acordo com a legislação, o piso é de R$ 4.750 para enfermeiras e , R$ 3.325 para técnicas e técnicos e R$ 2.375, para auxiliares e parteiras.

No entanto, até hoje esses profissionais que trabalham no HRMS não receberam remuneração compatível. 

Ao Jornal Midiamax, o Ministério da Saúde confirmou, no último dia 11, que a SES (Secretaria de Estado de Saúde) já tinha o recurso em caixa para pagamento. De acordo com os profissionais consultados pela equipe de reportagem, o HRMS é o único hospital de Campo Grande, mantido com recursos públicos, que não está pagando conforme ordena a lei.