Nos dois primeiros meses do programa Desenrola Fies, 3.270 pessoas de renegociaram suas dívidas com o estudantil. Foram renegociadas dívidas que somavam R$ 159,9 milhões referente ao financiamento do ensino superior no Estado.

Os dados são do Ministério da Educação e mostram que o prazo para aderir ao Desenrola Fies continua. Quem tem dívidas com o financiamento pode aproveitar as condições favoráveis até 31 de maio de 2024.

Os acordos, nesse período, totalizam mais de R$ 7,6 bilhões renegociados, que geraram um retorno de R$ 338 milhões aos cofres públicos até o momento.

Os pedidos de renegociação ou simulação devem ser feitos junto ao banco com o qual o contrato foi firmado: Banco do Brasil ou Econômica Federal. Todo o processo pode ser realizado de forma virtual, por meio dos aplicativos dos bancos.

Descontos de até 99% para renegociar dívidas

O Desenrola Fies oferece condições atrativas para aqueles que possuem débitos relacionados a contratos celebrados até 2017, em fase de pagamento e com inadimplência registrada até 30 de junho de 2023.

É possível conseguir descontos expressivos no valor consolidado da dívida, que seguem critérios estabelecidos na Lei n. 14.719/2023, variando entre 77%, 92% e 99%. Quanto aos juros, o abatimento pode ser integral, ou seja, até 100%.

A renegociação do Fies quer auxiliar 1,2 milhão de brasileiros que enfrentam dificuldades financeiras devido a débitos junto ao Fundo. Com isso, promove-se a equidade no acesso ao ensino superior, assim como o alívio do ônus financeiro que muitos estudantes e ex-estudantes suportam.

Mais informações podem ser obtidas com o Fundo de Financiamento Estudantil pelo telefone 0800 616161. 

Priscilla Peres, Jornal Midiamax