O Camelódromo de Campo Grande não abrirá ao público nesta segunda-feira (12). A decisão foi tomada pela associação de comerciantes que administra o espaço em virtude do incêndio que destruiu sete boxes na tarde deste domingo (11).

De acordo com os lojistas, o centro de compras será aberto às 8 horas de hoje apenas para comerciantes avaliarem prejuízos e estragos após as chamas consumirem os boxes 360, 361, 377, 378, 379, 359 e 380.

Inicialmente, o Corpo de Bombeiros informou que seis boxes foram destruídos pelas chamas. Mas no comunicado divulgado no início da noite deste domingo, o presidente da associação de lojistas, Narciso Soares disse que sete lojas foram atingidas pelas chamas.

A associação de comerciantes informa, ainda, que esta segunda-feira será destinada para reparos elétricos e hidráulicos. Ainda não há estimativa se o centro comercial volta a funcionar já nesta terça-feira (13).

Confira o que disse Narciso Soares, presidente da associação de lojistas do Camelódromo:

Incêndio destruiu boxes em minutos

Comerciantes e ação dos Bombeiros durante combate ao incêndio (Foto: Ana Laura Menegat, Midiamax)

A suspeita é que a explosão de um celular tenha causado o incêndio. O box onde as chamas iniciaram fazia serviço de assistência técnica a celulares e, segundo os bombeiros, um superaquecimento de um aparelho esquecido na tomada pode ter sido a causa.

O Corpo de Bombeiros chegou ao local minutos após as chamas serem visualizadas por quem passava pela região.

“Fizemos a contenção para que chama não se alastrasse para os demais boxes, com duas linhas de contenção e conseguimos apagar as chamas. Agora a equipe atua no rescaldo, que é revirar os entulhos para ver se restam chamas”, explicou o tenente Oliveira, que participou do combate.

O camelódromo de Campo Grande tem 496 Boxes e um piso superior onde se encontram outras lojas. Inaugurado em dezembro de 1998, o centro comercial tem 25 anos de existência e foi criado para por fim a desentendimentos entre lojistas do centro e ambulantes.

O prédio ocupa espaço com cerca de três mil metros quadrados, onde estão distribuídas lojas padronizadas para a comercialização dos mais diversos tipos de produtos.

Fumaça preta chamou atenção a quilômetros de distância (Foto: Ana Laura Menegat, Midiamax)