Municípios da região Sudoeste e Sul de Mato Grosso do Sul estão sofrendo com as fortes chuvas que atingem Bela Vista, Bonito, Porto Murtinho e Ponta Porã, entre outras.

A Prefeitura de Porto Murtinho declarou situação de emergência na quarta-feira (1º). Nas últimas 24h, foram 24,8 milímetros de chuva, mas o município já vem sofrendo com volumes que ultrapassam os 80 mm há semanas.

Pontes e estradas da área rural foram destruídas. Em fevereiro, choveu o total de 180,8 mm no município, ultrapassando a média histórica de 126 mm, segundo o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e Clima de MS).

Em Bela Vista, tem fazendeiro tomando prejuízo, já que um cavalo morreu durante uma chuva que caiu no município. Vila ribeirinha, aparentemente desocupada, ficou inundada com as cheias. Não há informações sobre a localidade exata.

Confira no vídeo:

Choveu 39,6 mm em Bela Vista nas últimas 24h – em fevereiro, o acumulado ficou em 364,8 mm, sendo que a média histórica é de 147 mm. Maracaju também teve alto índice de chuvas nas últimas 24h – 38,2 mm.

As chuvas acima da média em fevereiro, conforme o Cemtec, estiveram associadas a atuação de frente frias, deslocamento de cavados, disponibilidade de calor e umidade e a atuação de áreas de baixa pressão atmosférica.

Região Sul

Cidades que também sofreram com as chuvas foram Ponta Porã, Fátima do Sul e Ivinhema. Ponto turístico em ‘Fátima’, a Ilha do Sol ficou totalmente submersa. Prefeita do município, Ilda Machado, disse que não vai mais usar recursos municipais para consertar o local e que planeja a construção de um novo espaço.

Além disso, nesta quinta-feira (1º), a Alems (Assembleia Legislativa de MS), reconheceu estado de calamidade pública em Ivinhema e Ponta Porã.

Caso sejam promulgadas, os municípios podem ter acesso a recursos mais rapidamente para recuperação de casas, pontes e estradas danificadas que, segundo justificativa do projeto, ocasionam diversos prejuízos.