A (Polícia Militar Ambiental de ) participou de um sobrevoo juntamente com o GPA (Grupo de Patrulhamento Aéreo) na região da Barra do e Touro Morto. De acordo com a PMA, o objetivo foi monitorar as áreas afetadas pelos incêndios florestais e salvaguardar a fauna silvestre nativa que por ventura necessitasse de resgate.

As recentes chuvas diminuíram os focos, mas seguem os alertas sobre incêndios no Pantanal.
Desde o início de novembro, satélite de referência do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) detectou 1.663 focos ativos de queimadas em Mato Grosso do Sul.

Ainda segundo o Inpe, focos de incêndio registrados nos primeiros 15 dias de novembro superaram todo o mês de outubro. Em 2023, a região do Pantanal sul-mato-grossenses contabilizou 3.874 focos de incêndio.

Saiba Mais