A polícia e a prefeitura realizam uma no entorno da antiga rodoviária, na manhã desta terça-feira (8), em Campo Grande, após usuários de drogas montarem “puxadinhos” e levarem até um vaso sanitário para a Rua Vasconcelos Fernandes, onde câmeras no entorno os flagravam fazendo necessidades fisiológicas. Há interdição neste momento e um caminhão faz a retirada de entulhos.

Ao Jornal Midiamax, empregados dos Correios, que não querem ser identificados, falaram que a situação se agravou na última semana e a tensão ocorre justamente no momento em que colocam o veículo no estacionamento. Ao sair, o muro é tomado por usuários de drogas, os quais montaram uma espécie de “vila de puxadinhos” e ali colocavam diversos objetos.

Polícia faz monitoramento na região.

“O vaso foi colocado na última quarta-feira (2), mas, cada dia surge algo novo. Todo produto de furto vem parar aqui. Dias atrás, nossas câmeras flagraram uma armazenando dois televisores no nosso estacionamento. Avisamos a PM [Polícia Militar]. Eles vieram, recuperaram e prenderam a dupla”, contou um dos funcionários.

Além dos funcionários, moradores e comerciantes do bairro Amambai, além de pessoas que transitam diariamente pela calçada, pedem socorro, ressaltando que a situação ali é caótica. “Vivemos em meio à insegurança, com abordagens constrangedoras, roubos e furtos, tráfico e consumo de drogas, brigas, agressões e mortes”, fala a testemunha, ressaltando que, de novembro de 2022 a fevereiro de 2023, foram quatro mortes, resultantes de brigas entre usuários.

Ainda conforme as testemunhas, os novos usuários que se instalam ali sempre estão “agitados e agressivos”. “E assistencialismo não falta. Todo dia tem marmita sendo distribuída em massa, levando e também é um estímulo para permanecerem ali”, comentou.

Leia também:

VÍDEO: Para barrar usuários, donos ‘concretam' muro de imóveis no entorno da antiga rodoviária

Ação na antiga rodoviária ‘encheu' 3 caminhões e resultou na abordagem de 52 moradores de rua