Raríssimo em Mato Grosso do Sul, o tornado que atingiu , distante 330 km de Campo Grande, atingiu apenas a área rural. Nesta quarta-feira (22), a prefeitura faz o monitoramento, mas declarou que não houve danos nos bairros e Centro da cidade.

Segundo a assessoria de imprensa, o fenômeno atingiu o “entorno e proximidades” do município, destelhando um barracão e uma residência sitiante. Os moradores teriam acompanhando a formação do tornado e a chuva intensa na região. Portanto, não há necessidade de decreto de emergência para recuperação.

Imagens mostram que o tornado pode ser visto da e na entrada do município. “Se tivesse passado dentro da cidade, que é uma cidade pequena, teria levado tudo”, descreveu a assessoria.

Fenômeno raro

O meteorologista do Cemtec/MS (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), Vinícius Sperling, explica que a principal característica de um tornado é o redemoinho que toca o solo, como aconteceu em Taquarussu. Não há registros recentes no Estado do fenômeno.

“Parece que ele toca o solo sim e um redemoinho de vento não causaria estragos, como o destelhamento de uma casa. Então tudo indica que é sim um tornado”, explica o meteorologista.

As condições do clima para a formação de um tornado são bem específicas e incluem calor, umidade, cap (termo de meteorologia) que significa a disponível e vento vertical (subindo na atmosfera de forma variável).

Não há estação meteorológica no município, portando não há dados de chuva e velocidade dos na ocasião.

Confira o vídeo: