Levantamento inédito realizado pelo (Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul) revela quais são os melhores municípios para um enfermeiro trabalhar – pelo SUS, que é administrado pela prefeitura -. Os salários chegam a R$ 7,5 mil. Confira na reportagem.

Conforme o conselho, apenas 23 cidades do Estado já atendem à lei do piso nacional, que estabeleceu remuneração mínima de R$ 4.750 para enfermeiro (a), R$ 3.325 para técnico (a) e R$ 2.375 para auxiliar e parteiras.

Dessa forma, o levantamento foi realizado por meio do Portal de Transparência e Recursos Humanos dos 79 municípios de MS e nem foram levadas as somas de gratificações e horas extras. Para somente 23 municípios pagam R$ 4.750 ou acima do valor:

  • São Gabriel do Oeste (R$ R$ 7.057,44),
  • Iguatemi (R$ 6.875,47),
  • Ribas do Rio Pardo (R$ 6.698,85),
  • Nova Alvorada do Sul (R$ 6.148,66),
  • São Gabriel do Oeste (R$ 6.016,44),
  • Caarapó (R$ 5.690,55),
  • Figueirão (R$ 5.507,94),
  • Água Clara (R$ 5.427,58),
  • Itaquiraí (R$ 5.373,42),
  • Sete Quedas (R$ 5.355,22),
  • Sidrolândia (R$ 5.310,70),
  • Batayporã (R$ 5.256,25),
  • Paranhos (R$ 5.138,91),
  • Dourados (R$ 5.066,66),
  • Douradina (R$ 4.985,48),
  • Glória de Dourados (R$ 4.912,22),
  • Jateí (R$ 4.806,18),
  • Maracaju (R$ 4.771,01),
  • Ivinhema (R$ 4.532,78),
  • Bela Vista (R$ 4.750,00),
  • Jaraguari (R$ 4.750,00),
  • Amambai (R$ 4.750,00),
  • Campo Grande (R$ 4.750,00).

Baixos salários

O levantamento do Coren-MS revela a realidade de profissionais que recebem bem abaixo do piso. Por exemplo, em Tacuru-MS, o salário inicial do enfermeiro é R$ 1.919,80. O quadro é formado por 11 profissionais. Com a lei do piso em vigor representaria um aumento de 147,4% do salário.

Outros municípios que pagam abaixo de R$ 3 mil são: Corguinho (R$ 2.854,09), (R$ 2.900,00), (R$ 2.770,82), Japorã (R$ 2.608,50), (R$ 2.680,42), Juti (R$ 2.651,39), Inocência (R$ 2.305,55), Antônio João (R$ 2.493,42), Aparecida do Taboado (R$ 2.400,00), Taquarussu (R$ 2.400,00), Pedro Gomes (R$ 2.300,00), Brasilândia (R$ 2.254,20), Fátima do Sul (R$ 2.129,18) e Itaporã (R$ 2.041,55).