A ida ao mercado está cada dia mais cara e disso ninguém discorda. O produto em alta da vez são os ovos, que já passam de R$ 20 a cartela em vendas e supermercados. O aumento é sazonal e está ligado ao período de quaresma.

Se antes da pandemia de Covid-19 uma cartela com 30 ovos era vendida por R$ 10, atualmente o dobrou. No bairro Tiradentes, a reportagem encontrou a cartela com 30 ovos médios sendo vendida por R$ 20, cerca de dois reais mais cara que o preço do início do ano.

Já o ovo pequeno custa R$ 17,99 a cartela com 30 e o jumbo, que é o maior, chega a R$ 22,99. Para quem vende o produto, a reclamação do cliente é certeza. “Eles sempre reclamam, mas entendem que nessa época é normal subir o preço”, diz o vendedor.

Já na Cooperativa Camva, o preço no varejo sai a R$ 20,50 a cartela extra e R$ 21 o jumbo. Já a cartela com 20 ovos jumbo sai por R$ 16 e o extra R$ 15,70. De acordo com eles, é mesmo normal que o preço suba nessa época do ano porque diminui a produção e também aumenta a demanda pelo produto.

Ovos
(Foto: Kísie Ainoã / Jornal Midiamax)

Preços em alta histórica

De acordo com o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), o preço dos ovos teve fortes altas em fevereiro, atingindo recordes reais em todos os estados. O é resultado da menor disponibilidade do produto, que, por sua vez, tem sido influenciada pelos elevados custos de produção nos últimos anos, o que desestimulou a produção. Além disso, a procura pela proteína também cresceu, impulsionada pelo período de Quaresma.

De acordo com a Famasul (Federação da e Pecuária de Mato Grosso do Sul), a alta nos custos de produção, principalmente nos itens de ração, fez com que produtores buscassem o mercado externo. Como consequência, os preços estão mais altos, mas não há risco de escassez dos produtos.

Entre 2011 e 2021, a produção de ovos em Mato Grosso do Sul cresceu 44,60%, chegando a 76.186 mil dúzias, conforme dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No mesmo período, o rebanho de aves poedeiras registrou variação de 52,23%, de 6.938 milhões de animais para 13.283 milhões de animais de postura.

Saiba Mais