Alunos da zona rural de Ribas do Rio Pardo, a 97 km de Campo Grande, ficaram sem ir à escola, nesta terça-feira (28), devido ao atoleiro nas estradas de terra. Essa seria a segunda vez na mesma semana em que o problema acontece. Na sexta-feira (24), os estudantes também teriam ficado no meio do caminho.

Imagens enviadas ao Midiamax mostram a terra vermelha com as marcas de rodas de veículos e um parado. O trecho que deu dor de cabeça trata-se da do Linhão da Itapeva, sentido assentamento Mutum. 

Uma das reclamações levantadas por moradores é que essas estradas são usadas com frequência por caminhões e carretas que transportam materiais pesados, o que ajudaria a deteriorar a situação da estrada.

Os moradores planejam uma força-tarefa com tratores para puxar ônibus e ajudarem os alunos a chegarem à escola.

Em novembro, o Midiamax mostrou que alunos da zona rural não estavam frequentando a escola por falta de ônibus devido à suspensão do serviço de transporte escolar na região.

O Midiamax entrou em contato com a para perguntar sobre a situação da estrada e aguarda resposta. O espaço continua aberto para manifestações.

Saiba Mais