Em publicação divulgada nesta terça-feira (7) no DOE (Diário Oficial do Estado), o Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da SES (Secretaria de Estado de Saúde), anunciou a destinação de R$3.870.000,00 para ampliar a cobertura vacinal em todo o Estado. A campanha de vacinação tem como público-alvo escolas, gestantes e a população que reside em áreas de difícil acesso.

O Programa Nacional de Imunização, coordenado pelo Ministério da Saúde e institucionalizado desde 1975, tem como função coordenar as ações de imunização em todo o país e promover a importância da vacinação, especialmente para crianças, adolescentes e gestantes.

Entre as ações planejadas está a implementação da vacinação no momento da matrícula escolar em todo o estado de Mato Grosso do Sul, mantendo a estratégia “Aluno Imunizado”, que já está em andamento desde maio de 2023.

Devido à extensão territorial de Mato Grosso do Sul, esses recursos também atenderão a população que reside em áreas de difícil acesso, como áreas rurais, assentamentos, comunidades indígenas, ribeirinhas e quilombolas.

A resolução também estabelece critérios e fluxos para o repasse de incentivos financeiros estaduais de custeio. Segundo o DOE, esses recursos serão direcionados para o pagamento de profissionais de saúde, secretarias municipais de saúde e a realização de campanhas para ampliar a cobertura vacinal dos públicos alvo.

Alunos precisam da autorização dos pais para vacinação em escola.
Vacinação em escolas (Marcos Ermínio/Midiamax)

Repasses

Campo Grande receberá a maior parcela, com R$ 200 mil, seguida por Dourados, que receberá R$ 90 mil. Os municípios de Três Lagoas, Ponta Porã e Corumbá receberão repasses no valor de R$ 80 mil cada. Os valores consideram o número de habitantes de cada município em Mato Grosso do Sul.

A campanha estadual de incentivo à vacinação voltada para escolas, gestantes e população de difícil acesso está programada para ocorrer de 27 de novembro a 15 de dezembro de 2023.

Confira o valor repassado a cada município na página 106: