Nesta segunda-feira (6), o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) inicia a XVIII Semana Nacional de Conciliação. A campanha será realizada até 10 de novembro e tem como tema “A um passo da solução”.

Segundo o setor de estatística do TJMS, nas 55 comarcas da Justiça Estadual foram agendadas 1.285 audiências para o dia 6; 1.599 para o dia 7; 1.486 para o dia 8; 1.400 para o dia 9 e 829 para o último dia da campanha, totalizando 6.599.

Em Mato Grosso do Sul, a ação será coordenada pelo Des. Vilson Bertelli, coordenador-geral do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos e da Justiça Restaurativa do TJMS. As conciliações e mediações poderão ser realizadas tanto na modalidade presencial quanto por videoconferência.

Corumbá

A 1ª Vara Cível da comarca de Corumbá, por meio do Cejusc (Centro Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania), também se mobilizou para promover acordo entre os envolvidos nas questões relacionadas à área de família, tais como alimentos, guarda, direito de convivência entre pais e filhos, dentre outros.

Assim, na Semana Nacional da Conciliação, haverá um incremento de audiências conciliatórias, que alcançará 150 feitos em tramitação, sendo as audiências realizadas no fórum local.

Segundo o juiz Maurício Cleber Miglioranzi Santos, que responde pelo Cejusc de Corumbá, apesar de todo o esforço dos envolvidos na campanha de conciliação, ainda existem dificuldades de se promover o esforço concentrado.

“Infelizmente a cultura do não comparecimento aos chamados da Justiça, não manutenção de endereço e contato atualizados e mesmo à ocultação para intimação do oficial de justiça são condutas que inviabilizam a solução consensual do conflito”.