Uma idosa de 74 anos foi picada três vezes por escorpião em casa no Bairro Santa Fé, em Campo Grande, durante a noite desta quarta-feira (4). De acordo com informações, ela foi socorrida pelo Corpo de e levada para atendimento com quadro estável à USF Coophavilla II.

Conforme apurado, ela foi picada após vestir uma calça, onde o escorpião estava escondido. Após vestir a calça, ela deitou-se em seu quarto para assistir TV, momento do ocorrido. A idosa foi ferroada três vezes, no pé, coxa e mão esquerda. Os militares então foram acionados e lavaram a moradora para a unidade de saúde.

Aumento de casos

O Governo do Estado divulgou alerta sobre os ataques de escorpiões em Mato Grosso do Sul. Neste mês, uma criança de três anos morreu e outra está internada após picada em Ribas do Rio Pardo.

Menina de seis anos, moradora de Brasilândia, a 328 km de Campo Grande, também foi picada pelo animal peçonhento no sábado (23). Ela não resistiu e faleceu no dia seguinte depois de ser transferida para um hospital em , a 326 km da Capital.

O animal peçonhento se reproduz durante as altas temperaturas, entre agosto e setembro. MS registrou 3.012 acidentes com escorpião, no primeiro trimestre desde ano. De janeiro a setembro do ano passado, foram 2.812 casos. A média de ataques por dia no Estado, 11, é superior ao registrado no ano passado.

Campo Grande registrou, até o momento, 787 acidentes, Três Lagoas (431), (189), Corumbá (133), (110), Brasilândia (106) e Cassilândia (104). Idosos e são vítimas mais vulneráveis a estados graves.

Além de verificar e calçados, sofás e camas, seguem outras medidas para evitar os acidentes:

  • usar água sanitária nos ralos e frestas de portas;
  • instalar barreiras mecânicas nas portas;
  • evitar o acúmulo de entulhos;
    fechar frestas e rachaduras nas paredes;
  • manter o ralo do banheiro fechado após o banho e vedar bem as caixas de gordura.