Das 205 escolas municipais de , 30 não tiveram aula na manhã desta quinta-feira (20). Segundo informado pela (Secretaria Municipal de Educação), o motivo seria o conselho de classe devido a provas bimestrais que foram realizadas na última semana.

Do total, 175 tiveram aula normalmente. Apesar da circulação de informações sobre perigo às escolas, o serviço de monitoramento de inteligência da (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública) informou que não identificou ameaças ou denúncias feitas em escolas da Capital.

Reforço do policiamento na Rede Estadual

Superintendente de Políticas Educacionais da SED (Secretaria Estadual de Educação), Adriana Buytendorp afirmou que, nesta quinta-feira, todas as escolas estão com reforço policiamento na frente. De acordo com ela, as unidades vão desenvolver trabalho para que todos os envolvidos reflitam sobre o tema segurança nas escolas. 

“Vamos desenvolver palestras, levar informações, disponibilizar cartilhas e ouvir dos alunos quais são os lugares onde eles não se sentem seguros dentro da escola e qual o motivo disso”. detalhou.

Segundo a professora, desde a semana passada diretores participaram de palestra com a Sejusp, na ocasião, receberam orientações sobre como agir com a insegurança no ambiente de trabalho. Hoje, será lançada cartilha sobre como professores, coordenadores e diretores devem proceder em situações de ameaças. 

Policiais militares na Joaquim Murtinho. (Foto: Henrique Arakaki – Jornal Midiamax)

“Vamos apresentar regimento escolar que normalize as relações dentro da escola e mostre aos alunos que a relação com outras pessoas da escola tem direitos, mas também tem deveres”

Desde 2019, a SED trabalha com protocolo de conflito interno que lista orientações para episódios de brigas entre alunos ou entre estudantes e funcionários. No documento ainda estão explicações sobre o acionamento do botão do pânico e o sistema de monitoramento.