tem 39,5 mil casos de dengue confirmados em 2023, número que supera o resultado total de 2022 e 2021 e quase se iguala a 2020. A doença, que atingiu ápice nos últimos meses, passa por um período de baixa devido à estiagem, com 148 casos confirmados na última semana.

Os dados são do boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul) e mostram ainda que a dengue fez 39 vítimas fatais este ano no Estado. Mato Grosso do Sul ainda vive com alta incidência para a doença.

Campo Grande lidera os casos confirmados de dengue, com 11.860 este ano, seguido por Três Lagoas com 4.601 casos e Corumbá com 1.958 casos confirmados. Dourados aparece em 4º, com 1.484 casos, e em 5º, com 1.384 confirmações em 2023.

Paraíso das Águas é o único município de Mato Grosso do Sul sem casos de dengue confirmados em 2023, enquanto Corguinho tem 2 casos e apenas 5. fecha o ranking das cidades com menores números de casos, com nove confirmados.