O CBMMS (Corpo de Militar de Mato Grosso do Sul) foram acionados na última segunda-feira (23), para atuar em três incêndios florestais no Pantanal. O fogo está nas regiões de Nabileque, Nhecolândia e Paiaguás, já na divisa com o Mato Grosso.

“Estamos com um incêndio florestal na região do Nabileque, nesse o acesso é tão difícil que a guarnição está no segundo dia de deslocamento. Outras duas regiões acometidas com incêndios florestais foram detectadas. Um na Nhecolândia e o terceiro foco ativo no Pantanal, está localizado ao norte do estado, próximo à divisa com o Mato Grosso”, explicou a tenente-coronel Tatiane Inoue, chefe do CPA (Centro de Ambiental) do Corpo de Bombeiros, que faz o monitoramento dos incêndios florestais no Estado.

Por conta do alerta atual, 35 militares extras estão em campo ou de sobreaviso nesta terça-feira (24).

Dificuldade de acesso

Ainda conforme a tenente-coronel, as equipes têm dificuldades de acessos aos locais para combater o incêndio, como, por exemplo, na área do Paiaguás. Foi realizado pelo Grupamento de Operações Aéreas um monitoramento no local, que fica ao norte do Estado.

“Recebemos imagens da guarnição chegando no norte do Estado. Tiveram que dar a volta pelo Mato Grosso e atravessaram o Piquiri. Fizeram travessia por rio, conseguiram encontrar uma balsa”, disse a tenente-coronel Tatiane.

Ontem (23) foi realizada uma reunião com o Grupamento de Operações Aéreas para o levantamento da viabilidade de transporte de militares, para atuar ao norte do Estado, bem como o combate aéreo a ser realizado pela aeronave Air Tractor naquela região.