Carreta da Justiça realizou 20 casamentos em Douradina, cidade a 488 quilômetros de Campo Grande. Parecido com o que ocorre em outras cidades, o reconhecimento de união estável e sua conversão em casamento é o serviço mais procurado.

De acordo com o (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), em dois dias de trabalho, coordenado pelo juiz Robson Celeste Candeloro, foram 20 casamentos. De 194 atendimentos, também tiveram cinco pedidos de divórcio, 28 atendimentos feitos pela , 25 novas ações abertas, além de 50 atendimentos, consultas, informações e orientações gerais prestados.

As próximas cidades a receber a Carreta da Justiça, de acordo com o calendário, são (11 e 12/12) e (14 e 15/12).

A Carreta da Justiça, faz parte do programa Judiciário em Movimento e possui a estrutura de um pequeno fórum, com gabinete para o juiz, salas para Defensoria Pública e Ministério Público, recepção, espaço para advogado, além de copa e banheiros.

Além disso, a carreta tem jurisdição em todo o Estado e competência para apreciar e julgar todas as ações de natureza cível, criminal e juizados especiais distribuídas durante suas jornadas, assim como atuar em mutirões processuais, além de processos do Tribunal do Júri.