O primeiro feriado prolongado segundo semestre traz otimismo para os empresários e comerciantes das cidades turísticas de Mato Grosso do Sul. e já estão praticamente sem vagas em hotéis e pousadas. E na fronteira do Paraguai, com o dólar a R$ 5, o comércio deve receber um grande fluxo de turistas de todas as cidades do Estado.

Em Corumbá, a “Capital do ”, é o destino ideal para explorar o Pantanal sul-mato-grossense. E de acordo com a Fundação de da Prefeitura de Corumbá, os hotéis e pousadas estão quase lotados, com 85% de ocupação e a expectativa de mais de 5.000 turistas, um salto considerável em relação aos 3.900 do ano passado.

Agora, Bonito, na região Oeste, que é um imã para turistas. Com o Brasil Ride agitando o feriado prolongado e a busca por ecoturismo e aventura, todos querem estar lá. A secretária de Turismo, Indústria e Comércio, Juliane Salvadori garante: não há mais vagas nos hotéis, estão com 100% de ocupação.

Compras na fronteira

E não podemos esquecer da fronteira com o Paraguai, onde atrai brasileiros em busca de produtos importados. Do outro lado da Avenida Internacional, lojas e shoppings disputam clientes em busca de bebidas, perfumes e eletrônicos.

Segundo o presidente da Câmara de Indústria, Comércio, Turismo e Serviço de Pedro Juan Caballero (PY), Kalil El Hage todos os feriados brasileiros são bons para o comércio local, e outro fator favorável nesse momento é a baixa do dólar deixando muitos produtos mais baratos.

“Temos uma previsão de receber só para esse primeiro dia do feriado prolongado uma média de 7 mil turistas, e para os quatro dias esperamos um fluxo de 20 mil pessoas. Em relação ao passado a faturação do comércio aumentou já 30%, ” destaca o presidente. Vai ficar de fora dessa?

 Vai ficar de fora dessa?