Desesperados com as contas e outras despesas comuns de fim e início de ano, técnicos de enfermagem da de reclamam do atraso dos pagamentos de complemento salarial. O , por sua vez, afirma que a previsão é que o dinheiro caia na conta dos trabalhadores só no começo de janeiro.

Conforme relatos de servidores ao Jornal Midiamax, a Santa Casa ainda não repassou aos técnicos os valores retroativos do complemento referentes ao mês de novembro. Por conta disso, os trabalhadores chegaram a ameaçar nesta quarta (27).

Outra reclamação é referente aos holerites que, segundo os servidores, não estariam sendo entregues.

Em nota, a instituição alega que o repasse do complemento referente ao mês de novembro chegou à Santa Casa apenas na manhã desta quarta (27) e que os valores já estariam em processamento no departamento de Pessoal, com previsão de pagamento na próxima semana. A instituição ainda destacou que o pagamento dos complementos está dentro do calendário proposto pelo Ministério da Saúde, não estando, portanto, em atraso.

Quanto aos holerites, eles podem ser acessados através do site do hospital. Caso o colaborador tenha dificuldade basta entrar em contato com o Departamento Pessoal e solicitar auxílio.

Confira a nota da Santa Casa na íntegra:

“O Hospital Santa Casa de Campo Grande, por meio de sua Diretoria Corporativa, esclarece a todos que a parcela do piso salarial da enfermagem referente ao mês de outubro foi integralmente paga aos colaboradores no dia 06/12, seguindo o prazo previsto no calendário e recurso complementar efetuado pelo Ministério da Saúde.

Informamos que o valor correspondente ao mês de novembro foi recebido pela instituição em 27/12/2023, e o Departamento Pessoal está em processamento da folha. A previsão é que os pagamentos sejam feitos na próxima semana, assegurando o cumprimento de nossas responsabilidades com esta dedicada categoria.

Quanto aos holerites, esclarecemos que todos os funcionários têm acesso a esses documentos por meio do site institucional do hospital. Em caso de dúvidas ou dificuldades, orientamos os colaboradores a procurarem o Departamento Pessoal para obterem a devida assistência.

Destacamos que, conforme procedimento, o aporte financeiro para o pagamento complementar do piso salarial nacional da enfermagem é inicialmente realizado às secretarias municipais, para que, posteriormente, seja repassado às instituições de saúde, como a Santa Casa de Campo Grande. Este processo, por vezes, pode resultar em atrasos que impactam o processamento da folha de pagamento. Sendo assim, até o presente momento estamos em conformidade com o previsto no calendário da União.

É importante ressaltar que estamos em constante diálogo com as autoridades competentes para buscar otimizações nesse fluxo e minimizar eventuais impactos nos prazos de pagamento.

Além disso, cabe destacar que o hospital está em dia com os pagamentos previstos em lei, tanto do salário mensal quanto do décimo terceiro salário, neste ano pago em duas parcelas. Isso mostra o nosso compromisso com a transparência e a valorização dos profissionais, mantendo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais.”

* Atualizado às 16h44 em 28 de dezembro para correção de informação