Após problemas causados por queda de energia, o abastecimento de água está regularizado em Corumbá. A tempestade que atingiu o município nesta terça-feira (12) afetou o trabalho de captação, ocasionando falta de água e baixa pressão em algumas regiões.

Conforme a Sanesul, em nota divulgada na tarde de ontem, a falta de energia durante a tempestade teria ocasionado problemas nos serviços de captação de água.

Na manhã desta quarta-feira (13), a empresa afirmou ao Jornal Midiamax que a situação levou cerca de duas horas para ser normalizada e o trabalho de captação voltou a ocorrer normalmente ainda na tarde de ontem.

Chuvas registradas três vezes acima do esperado

O município de Corumbá sofreu com um acumulado de 27,2mm de chuva durante a tempestade registrada na tarde de hoje.

De acordo com o meteorologista da Uniderp, Natalio Abraão, a quantidade é superior ao esperado para a data, apenas 10mm.

Dados disponibilizados pelo meteorologista apontam duas pancadas com mais de mil raios registrados e uma queda de quase 10°C na temperatura.

Conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), os ventos chegaram a 90 km/h.

Tempestade causou estragos em Corumbá

Forte temporal registrado atingiu todas as regiões de Corumbá e deixou rastro de estrago, com dezenas de imóveis destelhados e queda de pelo menos 35 árvores.

Com céu fechado e previsão de mais chuva, militares do Corpo de Bombeiros avaliam se há condições de retomar os serviços de reparos pela cidade. 

“Suspendemos os cortes de árvores por volta das 20h de ontem porque não era seguro continuar durante a noite. Agora, a intenção é retomar o serviço, mas vamos avaliar porque o tempo está virando de novo”, explica a tenente do Corpo de Bombeiros, Maria Ester.

Segundo ela, todas as áreas do Município foram afetadas, desde a região central até bairros mais afastados. As ocorrências atendidas foram, basicamente, relacionadas a destelhamento e quedas de árvores, que atingiram casas e bloquearam ruas e as saídas de residências. 

“As árvores são grandes e isso dificultou o serviço. Agora, ainda temos muito trabalho para fazer, mas vamos depender do tempo”, finaliza Maria Ester.

Mais chuva

Para Corumbá a previsão é de mais chuva. Segundo o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e Clima), a virada no tempo é causada pelo avanço de uma nova frente fria, aliada ao intenso transporte de calor e umidade e um cavado em médios níveis da atmosfera que favorece a formação de chuvas e tempestades.

A mínima será de 18°C e máxima de 28°C. O monitoramento aponta mais chuva para região, que foi drasticamente atingida por vendaval e nuvem funil.