Alta procura pela vacina bivalente provocou falta pontual do imunizante em algumas das unidades básicas de saúde de Campo Grande. De acordo com a (Secretaria Municipal de Saúde), a situação se deu em razão da ampliação de feita pelo Município, que autorizou a  aplicação em pessoas a partir de 66 anos. 

Nesta segunda-feira (6), leitores do Jornal Midiamax indicaram falta da vacina em algumas unidades. Na ocasião, moradores foram orientados a procurar outro posto de saúde ou retornar após o abastecimento. 

Questionada sobre a situação, a Sesau informou que “devido o aumento na busca pela dose bivalente, ocasionada pela abertura de novos públicos, algumas unidades de saúde que estão próximo da data de realizar o reabastecimento das salas de vacinas apresentaram falta pontual do imunizante, o que não significa que há um desabastecimento geral na cidade”.

A Secretaria lembrou que a Capital recebeu mais de 50 mil doses da vacina nas últimas semanas e que a situação deve ser regularizada nos próximos dias. “Os estoques de vacinas serão reforçados para atender a estes novos públicos”, acrescentou.

Público ampliado 

Na última semana, a Sesau ampliou os públicos estabelecidos no calendário para vacinação contra a doença. Pessoas de 66 anos já podem receber a vacina bivalente. O reforço também está liberado para imunocomprometidos, indígenas aldeados e quilombolas com 12 anos ou mais.

Conforme preconizado pelo Ministério da Saúde, para receber o reforço é necessário estar com o esquema primário completo e ter recebido a última dose há pelo menos quatro meses.

Saiba Mais