Estacionadas no Posto Tereré, na Avenida Afonso Pena, caminhonetes relíquias chamam atenção de quem passa pela região. Os veículos, ainda expostos nesta segunda-feira (21), participaram de encontro anual que reuniu cerca de 120 pessoas no fim de semana em Campo Grande.

Dentre os veículos estão antigas F250 e as modernas Marruá Am 150 4×4. O aspecto de relíquia é notado em alguns, como o desgaste da pintura, mostrando o tempo em que o carro está rondando sem perder o título de ‘original’.

Esta é a 6ª edição anual do encontro entre os reliqueiros, que reuniu pessoas de todos os estados brasileiros. O gerente da concessionária Strike de Campo Grande, Sandro Sommavila, é um dos organizadores do encontro e disse que a reunião acontece uma vez ao ano, geralmente em setembro ou novembro.

“Nos reunimos sempre para aprender uns com os outros. Além de reunir os amigos, nós trocamos experiências, ideias de tendências de mercado. É uma aliança com quem tem caminhonete em cada canto do país”, explicou.

Ainda segundo ele, a edição abre novos direcionamentos para organizar o encontro de 2023. “É uma tradição”, finaliza. Pela manhã desta segunda-feira (21), apenas cinco caminhonetes estavam no local.

caminhonete
Veículos modernos da categoria (Foto: Karina Campos)