Sindicatos e movimentos se reúnem no sábado em ato contra Bolsonaro em Campo Grande

Pautas relacionadas ao governo de Bolsonaro serão levantadas no ato
| 07/04/2022
- 15:46
Ato contra Bolsonaro em Campo Grande
Protesto contra Bolsonaro em Campo Grande - (Foto: Leonardo França/Jornal Midiamax)

Centrais sindicais, movimentos sociais e organizações da juventude vão se reunir em um ato contra o presidente Jair Bolsonaro (PL), no sábado (9), em Campo Grande. A manifestação será iniciada às 9h com concentração no cruzamento entre a Avenida Afonso Pena e a Rua 14 de Julho.

Segundo a Adufms (Associação do Docentes da UFMS), a manifestação será contra a política adotada pelo governo de Bolsonaro, considerada negacionista em relação a pandemia, a PEC 32 da reforma administrativa e o aumento de dos combustíveis, do gás e dos alimentos.

Como o ato vai contar com a participação de vários movimentos e sindicatos, as pautas relativas a cada categoria, como o caso do salarial de 19,99% para servidores públicos federais, também serão levantadas.

A data faz parte do calendário de lutas do Andes, que conta com rodada de assembleias entre os dias 11 e 14 pela construção da greve geral, além da semana de lutas entre os dias 25 e 29, e o ato do 1º de maio.

Ato de 7 de setembro

Dia 7, Independência do Brasil, foi o último grande protesto contra a atual gestão do Brasil, em Campo Grande. O Grito dos Excluídos aconteceu com aqueles que se posicionam contra Jair Bolsonaro.

No mesmo dia, por conta da data, aconteceu uma manifestação de apoio ao presidente. O clima que antecedeu os dois protestos era de receio dos dois grupos se estranharem e algo até mais violento acontecer. Não foi a realidade, pelo menos de Campo Grande e do restante de Mato Grosso do Sul.

Veja também

Vacina está disponível em mais de 40 unidades de saúde

Últimas notícias