Sem trégua: Semana será de temporais rápidos e calor durante a tarde em MS

Previsão diz que nebulosidade com chuvas continua agindo no Estado
| 07/02/2022
- 11:16
Imagem ilustrativa
(Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

A trégua para o fim dos dias chuvosos ainda não deve acontecer nesta semana em todo Mato Grosso do Sul. O (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima) prevê que os dias sejam de manhãs frescas com chuva e calor durante a tarde, seguindo com tempo instável.

Embora a permanência da frente fria, alguns municípios podem registrar tempo firme. De acordo com o monitoramento, desta segunda-feira (7) a terça-feira (8), há probabilidade de chuvas de intensidade moderada a forte e tempestades acompanhadas de raios e rajadas de vento, no extremo norte das regiões centro-norte, pantaneira e leste.

As instabilidades ocorrem pela atuação da Zona de Convergência do Atlântico Sul, aliada ao transporte de umidade e aquecimento diurno, além da passagem de um cavado em médios níveis. Segundo o Cemtec, essa condição de tempo firme deverá permanecer nestas áreas e avançar para o restante do Estado entre a quarta (9) e quinta-feira (10). 

Nas demais áreas do Estado, o início da semana será de tempo firme com variação de nebulosidade devido à presença de uma de ar seco, que vai favorecer temperaturas mais agradáveis ao amanhecer.

Durante a semana são esperadas temperaturas mínimas entre 16°C e 18°C na região sudoeste, 19°C e 21°C na região sul pantaneira, entre 21° e 23°C na região leste e na capital mínimas entre 18°C e 20°C. Já as máximas poderão atingir valores de até 36°C na região sul pantaneira, 33°C na região sudoeste, 31°C na região leste, e na Capital 31°C.

Previsão da Climatempo indica que o dia de hoje em Campo Grande será de sol com aumento de nuvens pela manhã e chance de pancadas de chuva à tarde. Temperaturas entre 21°C e 30°C. Já em Dourados, o tempo fica firme com sol entre poucas nuvens e sem probabilidade de chuva. Temperaturas entre 21°C e 31°C.

Veja também

A taxa de desemprego no Brasil chegou a 9,4% em abril deste ano, o menor...

Últimas notícias