Primeiro caso provável de hepatite 'misteriosa' do país, adolescente de MS tem melhora

Hepatite 'misteriosa' ainda tem etiologia desconhecida no país
| 01/06/2022
- 16:49
Primeiro caso provável de hepatite 'misteriosa' do país, adolescente de MS tem melhora
Foto: de arquivo, Midiamax

O primeiro caso provável no Brasil de hepatite aguda grave — a misteriosa — a adolescente de 16 anos, internada em Ponta Porã deixou o hospital e, segundo a família, já apresenta melhora. Ela havia sido diagnosticada com hepatite com etiologia ainda desconhecida no Brasil.

Conforme o secretário de Saúde da cidade, Patrick Derzi, no terceiro dia de internação, a família da jovem assinou um termo para a alta hospitalar da jovem do Hospital Regional da cidade. O informado foi que a menina seria levada pelos pais para outro hospital, em outra cidade, para se tratar.

Todos os exames, de sangue e imagem da jovem, deram negativos para todas as etiologias. Após a alta solicitada pela família, a secretaria de Saúde manteve contato, mas a família da adolescente não relatou mais informações, apenas que ela já estava bem.

 O secretário explicou que casos suspeitos devem passar pela coleta de amostras de sangue, swab nasofaríngeo, urina, fezes ou swab retal. As amostras clínicas deverão ser encaminhadas para o Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) e serem acompanhadas do Formulário de Notificação.

Hepatite

Segundo a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), hepatite é uma inflamação do fígado. "A hepatite é caracterizada pela inflamação das células do fígado e pode ter várias causas", explica a Fundação.

Existem as hepatites virais, provocadas por vírus hepatotróficos, que tem predileção por agredir o fígado. "A hepatite aguda é uma forte inflamação das células hepáticas e pode ser provocada pelos vírus A, B, C, D e E", aponta a Fiocruz.

Hepatite 'misteriosa' e Covid-19

A doença grave que atinge o fígado de crianças e adolescentes ainda tem origem desconhecida. No entanto, pesquisas lideradas por cientistas do Reino Unido e divulgadas nesta terça-feira (24) relacionam o surto de hepatite aguda com a Covid-19.

Os pesquisadores estudam se crianças e adolescentes com fragmentos do vírus da Covid-19, no sistema gastrointestinal, estão tendo uma resposta imunológica exagerada ao adenovírus 41. Portanto, segundo o que dizem os especialistas, não há relação do surto com eventual vacinação contra a Covid-19.

Em todo o Brasil, conforme divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (24), são 64 suspeitas de hepatite aguda sob investigação.

Suspeita de hepatite? Saiba o que fazer

Pais e responsáveis devem estar atentos aos sinais de hepatite e procurar um hospital imediatamente caso estejam em dúvida. As crianças com sintomas de uma infecção gastrointestinal, incluindo vômitos e diarreia, devem ficar em e não retornar à escola ou creche até 48 horas após os sintomas terem parado.

Além disso, medidas comuns de higiene, como lavagem completa das mãos ajudam a reduzir a propagação de muitas infecções comuns, incluindo o adenovírus.

Confira os sintomas da hepatite:

  • Urina escura
  • Fezes pálidas ou cinzas
  • Coceira na pele
  • Olhos e pele amarelados (icterícia)
  • Dores musculares e nas articulações
  • Temperatura alta
  • Enjoo e náuseas
  • Cansaço o tempo todo fora do normal
  • Perda de apetite
  • Dor de barriga

Veja também

Trechos serão liberados entre terça e quarta

Últimas notícias